Educar crianças com brincadeiras

No principio a aprendizagem é produzida através da imitação e Exige exigências, necessidades. claras e tempo de dedicação. É possível que seus filhos desde cedo gostem de organizar seus brinquedos e ajudar você em certas atividades da casa. Mas em pouco tempo já não almejam mais fazer mais isso.

Se isso ocorre é possível que a criança apenas esteja brincando de organizar os brinquedos na caixinha, porém se cansou da brincadeira e já não quer brincar mais. Isso ocorre quando as crianças são muito pequenas, com mais ou menos 2 anos de idade, quando apenas estão imitando o que os pais fazem.

Quando já são maiores e entendem que têm responsabilidades, é fundamental que você como pai entenda que todas as crianças precisam de um equilíbrio entre brincadeira e trabalho; ter cautela de si mesmo e as tarefas do lar pode servir para que se exercite algumas responsabilidades concretas.

crianças responsáveis

O que é a responsabilidade

Também é importante saber o que é a responsabilidade. A responsabilidade é a capacidade de assumir as consequências das ações e decisões, no intuito de o bem próprio junto ao dos outros. As crianças devem aprender a aceitar as consequências do que fazem, pensa ou decidem.

Também é importante que você saiba que nenhuma pessoa nasce responsável. A responsabilidade é obtida imitando o adulto e pela aprovação social, que serve de reforço. A criança sente satisfação quando age de maneira responsável e recebe aprovação social, que por sua vez ajuda na sua autoestima.

Vamos analisar o que o seu filho pode fazer de acordo com a sua idade e que tipo de atividades podem ensinar a se torna-se responsável. Tais dados foram retirados de um documento escrito pelos integrantes do departamento de cultura do Governo de Navarra, na Espanha.

Entre os 2 e os 3 anos

A criança pode fazer algumas tarefas sob a supervisão de um adulto. Ainda não compreende o que faz bem ou mal e age de acordo com as obrigações e proibições porque não possui autocontrole.

Ela colabora com o adulto em organizar e guardar seus sapatos, seu pijama, regar as flores e fazer algumas tarefas específicas, como colocar e recolher os talheres, etc.

Nessa idade você pode ensinar certas tarefas através de canções. Também é positivo estabelecer rotinas que a criança irá repetindo por si mesma aos poucos.

Entre os 3 e os 4 anos de idade

Nessa idade, seu bebê observa o comportamento do adulto e o imita. Age em função da recompensa ou do castigo. Já vai se tornando capaz de se controlar e de colocar as suas coisas em ordem.

É capaz de colaborar ao guardar os brinquedos e os deve recolher. Pode colocar algumas coisas simples na mesa como o prato e os talheres, etc.

Já tira suas roupas sozinho e se veste com ajuda. Aprende a dividir as coisas e a esperar a sua vez. Mostra interesse crescente em brincar com outras crianças.

O momento do banho pode ser uma atividade para relaxar, brincar e conversar, assim como o momento de colocar a mesa. Incentive-o a colaborar e comer com a família, já que isso o unirá aos outros membros da casa, que, assim como você, devem dar o exemplo.

crianças responsáveis

Entre os 4 e os 5 anos de idade

Continua observando e imitando o adulto. Precisa que o guiem, mas quer agradar e servir. Por isso, geralmente tomam iniciativas responsáveis como se vestir, recolher seus brinquedos, se controlar num espetáculo, etc.

Já pode ter algumas responsabilidades: colocar a mesa, ser responsável por algum recado dentro de casa. Pode cuidar dos irmãos pequenos durante algum tempo, sempre com um adulto por perto.

Deve deixar os objetos que usa organizados. Ser bastante independente com a comida e no seu cuidado pessoal se veste e toma banho sozinho.

Aceita a sua vez de brincar, ainda que nem sempre respeite isso. Pode se unir com duas ou três crianças para brincar e começa a fazer as primeiras amizades.

Entre os 6 e os 7 anos de idade

Com controle e ajuda para evitar distrações involuntárias, a criança pode e deve preparar os materiais para realizar uma atividade. Assim, ela começa a ser capaz de se deslocar a espaços conhecidos e próximos tais como o colégio, a casa dos amigos que vive na mesma quadra, casa de alguns familiares, etc.

Ela pode receber uma mesada semanal e aprender a administrá-la, sabendo que se gastar tudo deverá esperar a semana seguinte para receber novamente o dinheiro. Portanto, você pode aconselhá-la em como economizar para comprar suas próprias coisas.

Ainda se guia pelas normas e hábitos do adulto: identifica o bom pelo que foi instruído e o mal com o que é proibido ou que irrita o adulto. Cumpre as ordens ao pé da letra, geralmente até os oito anos. Assim, pode controlar seus gastos com mais facilidade.

A criança tende a formar grupos de amizade com companheiros do mesmo sexo. Aprende costumes sociais como cumprimentar, despedir-se, agradecer, etc. Age de forma responsável se oferecem oportunidades para isso.

Ela quer ser boa e, se não é, culpa os outros ou as circunstâncias porque não suporta que a considerem má. Vai adquirindo a noção de justiça e compreende as normas morais mediante exemplos concretos.

Aos oito anos

Começa a adquirir autonomia pessoal e pode controlar seus impulsos em função de suas intenções. É capaz de organizar a distribuição do seu tempo, do dinheiro e das brincadeiras. No entanto, ainda precisa de alguma supervisão.

É possível dar responsabilidades diárias: preparar o café da manhã, tomar banho, ir sozinha ao colégio, etc. A criança começa a distinguir a vontade do adulto das regras e tem consciência do seu comportamento.

Ela sabe quando e como agir em situações comuns da sua vida. A maneira como as pessoas adultas agem é decisiva, visto que se persiste uma pressão autoritária, a criança se faz dependente, submissa e acomodada. Se, ao contrário, há uma educação permissiva, a criança vai se transformar numa pessoa caprichosa e irresponsável.

Assim, é imprescindível uma atitude que favoreça a iniciativa e mantenha a exigência. Nessa idade, a criança gosta do jogo coletivo e coopera em grupo. E já é capaz de saber as consequências dos seus atos.

 

%d blogueiros gostam disto: