Feijão contém carboidratos? Clique e fique sabendo

Feijão contém carboidratos? Qual a quantidade calórica do feijão? É bem comum que apareça algumas dúvidas em relação a tabela nutricional do feijão, uma vez que é um dos alimentos que mais está presente na mesa do brasileiro.

É bom destacar que o feijão é um alimento rico em sais minerais, vitaminas e mais uma porção de substâncias que fazem bem ao bom funcionamento do corpo, além de prevenir o aparecimento de algumas doenças.

Feijão contém carboidratos?

O feijão é visto como um dos alimentos com maior quantidade de carboidratos oferecidos pela natureza. Independente do tipo, cada um tem uma quantidade específica, o que pode ser bem aproveitado no cardápio diário.

O feijão é conhecido pela grande quantidade de minerais, vitamina e fibras. Ele pode ser consumido por pessoas de todas as idades: crianças, adolescentes e também pelo pessoal da terceira idade, dada a vasta riqueza em nutrientes.

 

Dependendo do tipo, o feijão pode conter entre 55% a 65% de carboidrato na sua composição. Levando em consideração que o consumo de carboidratos por uma pessoa normal deve variar entre 200 e 300 gramas.

Nesse sentido, é comum às pessoas procurarem saber quantos carboidratos tem o feijão, independente do tipo: carioca, preto, entre outros. Veja quais os tipos de feijão disponíveis no mercado e a sua quantidade de carboidratos:

Feijão-de-corda – 63,74 gramas de carboidratosFeijão-azuqui – 24,77 gramas de carboidratosFeijão vermelho – 20 gramas de carboidratosFeijão branco – 18 gramas de carboidratosFeijão preto – 14 gramas de carboidratosFeijão carioquinha  – 13,6 gramas de carboidratosFeijão verde – 15,7 gramas de carboidratos

Veja também: Lista com 10 alimentos ricos em carboidratos

Quantas gramas de carboidrato tem uma concha de feijão?

Para que uma dieta surta efeito, tomar cuidado com a quantidade de alimento ingerido é o verdadeiro “pulo do gato”. Por mais que o alimento seja saudável ou indicado para a dieta, o excesso pode colocar tudo a perder.

Levando em consideração cada um dos tipos diferentes de feijão, a quantidade de uma concha – que é aquela que comumente as pessoas costumam ingerir na hora do almoço – pode variar.

A partir desse questionamento, veja a média de calorias existentes nos tipos de feijão mais consumidos pela população. É bom lembrar que a média foi obtida a partir da quantidade de uma concha do alimento.

Feijão carioca – 76 caloriasFeijão preto – 80 caloriasFeijão branco – 142 caloriasFeijão Azuki – 128 caloriasFeijão fradinho – 77 caloriasFeijão vermelho – 126 calorias

Quantas calorias tem uma colher de feijão carioca?

O feijão carioca é a variedade mais consumida no Brasil. Ele é rico em substâncias como o cálcio, ferro e potássio. Estima-se que cerca de 85% do total de feijão consumido no país seja dessa variedade.

Sendo assim, quando se inclui o feijão na dieta, esse também é um dos mais adotados. Aí vem aquela velha dúvida: qual a quantidade de calorias que pode ser encontrada em uma colher (de sopa) do feijão carioca?

Pois bem, essa quantidade fica na média de 13 calorias. Agora, é importante destacar que a quantidade ideal para cada dieta deve ser prescrita pelo nutricionista, já que ele precisa levar em consideração a necessidade de cada organismo.

Veja também:  121 Receitas Low Carb : Veja a lista

Feijão e a dieta low carb

Para quem nunca ouviu falar, a dieta ‘low carb’ é baseada na ingestão de poucos carboidratos. Além de ser reflexo na balança, ela pode “controlar a diabetes e outras condições de saúde”, segundo afirma o médico Juliano Pimentel.

Para seguir essa dieta, todos os alimentos consumidos durante o dia podem interferir no resultado final do processo. Dessa forma, o feijão está entre um dos alimentos não permitidos na dieta ‘low carb’, exceto quando levado em consideração a tolerância de cada pessoa.

Feijões, grão de bico, lentilha e ervilha são indicados para o consumo dos diabéticos

Uma concha de feijão branco cozido possui cerca de 142 calorias (Foto: depositphotos)

Como já deu para perceber até agora, o feijão é um alimento que possui altos índices de carboidratos, que variam entre 13 e 64 gramas. “A dieta low-carb normalmente é composta de 20-100 gramas de carboidratos por dia”, acrescenta Pimentel.

Por isso, o mais viável é buscar orientação junto ao seu médico. Levando em consideração os fundamentos dessa dieta, certamente ele vai encontrar uma saída para incluir ou não o feijão no seu cardápio.

Qual o melhor feijão para diabéticos?

Mediante qualquer alteração na saúde, os pacientes já aumentam o repertório de questionamento aos médicos. Para os pacientes diabéticos, o tipo de feijão mais indicado é recorrente. Mas, não existem restrições. Todos os tipos são indicados.

O grande segredo é comer com moderação, pois, o excesso pode ser bem complicado não só para os diabéticos, mas para qualquer tipo de paciente. Nutricionalmente falando, o feijão ajuda a manter a taxa de açúcar controlada, o que é reflexo direto na glicose estabilizada.

Uma dica bastante válida é fazer uso de alimentos funcionais na hora de preparar o feijão. Entre eles, o destaque vai para o alho e cebola, já que eles ajudam a controlar o nível de açúcar no sangue.

Além dos feijões, o grão de bico, a lentilha e a ervilha são indicados para o consumo dos diabéticos. Isso é bom por variar o cardápio sem perder as propriedades de certos alimentos para preservar o bom funcionamento do corpo.

O que são carboidratos

Até agora, muito foi falado em carboidratos. Mas, na verdade, você sabe bem o que são eles e como eles podem contribuir para o bom funcionamento do seu corpo? Os carboidratos são conhecidos como macronutrientes tidos como fundamentais.

Eles são conhecidos como fonte de energia para o corpo. São formados por oxigênio, hidrogênio e carbono. A transformação dos alimentos ricos em carboidratos em energia acontece na digestão, com a liberação da glicose.

Os carboidratos também podem ser chamados de glicídios ou açúcares. É importante destacar que todos os carboidratos são de origem vegetal, com exceção do mel. Por isso eles estão presentes em frutas, legumes, grãos e tubérculos.

No que diz respeito à função dos carboidratos no organismo, eles também são estruturais, presentes no DNA e RNA. Os carboidratos são classificados em três grupos: monossacarídeos, dissacarídeos e polissacarídeos.

 

Sintomas da falta de carboidratos no organismo

Você sabia que o funcionamento do seu organismo pode ser prejudicado pela falta de carboidratos? Para que isso não aconteça, é bom ficar de olho nos alimentos que você insere no seu cardápio.

Veja agora quais são as principais consequências da falta de carboidratos no corpo:

  • Fadiga
  • Falta de energia
  • Dores de cabeça
  • Tonturas
  • Prisão de ventre
  • Desidratação
  • Mau humor
  • Tremores
  • Náuseas
  • Fraqueza
  • Mau funcionamento do cérebro
  • Acúmulo de gordura
  • Mau funcionamento do sistema imunológico
  • Perda de massa magra

Como usar os carboidratos para ganhar massa muscular?

Os carboidratos são considerados a chave para conquistar alguns benefícios para o corpo, seja em relação à perda de peso ou ao ganho de massa muscular. Porém, é importante destacar que essa mudança alimentar deve ser supervisionada pelo médico.

Na dieta feita para ganhar massa muscular, os carboidratos que devem ser ingeridos são os da cadeia complexa. Isso deve ser feito em horários estratégicos ao longo do dia e também antes do treino na academia.

O feijão, por ser rico em carboidratos, se consumido em excesso, pode engordar

A falta de carboidratos no organismo desencadeia tontura, fraqueza e falta de energia (Foto: depositphotos)

Isso vai garantir que a pessoa tenha energia para superar o treino sem prejudicar as reservas energéticas do corpo. Após o treino, mais ou menos uma hora depois do seu término, é recomendado comer algum alimento rico em proteína.

Seguindo essas recomendações, você vai sentir que o ganho de massa muscular será mais rápido e saudável.

Carboidrato engorda?

Para que a dieta de emagrecimento tenha sucesso, uma das chaves é dosar o consumo de carboidratos durante o dia. Porém, uma dúvida recorrente em relação a isso é se o consumo de carboidratos engorda.

Antes de tudo é bom destacar que, qualquer que seja o nutriente, quando consumido em excesso, pode gerar ganho de peso. O carboidrato é visto como o vilão da dieta por estar associado a alimentos calóricos e com grandes quantidades de açúcar.

Sendo assim, o mais recomendado é buscar a avaliação de um profissional para que ele monte uma dieta específica, mediante as suas necessidades e ao seu biótipo.

Feijão: propriedades e benefícios

Por tudo que foi discutido nesse artigo a respeito do feijão, muita gente deve ter bem mais conhecimento a respeito do alimento do que antes. Além do mais, também foi possível conhecer um pouco mais sobre as propriedades e benefícios do alimento.

É bom destacar que, no que diz respeito aos carboidratos, a depender das necessidades do seu corpo, é possível consultar o seu médico e constatar qual a melhor variedade do feijão para inserir no seu cardápio.

%d blogueiros gostam disto: