Cisto No Ovário: Principais Sintomas e Tratamentos

Vamos falar sobre a saúde da mulher? O cisto no ovário ou cisto ovariano pode ser benigno ou não; porém, continua sendo motivo de preocupação entre as mulheres; por isso eu quero chamar atenção para esse problema de saúde e apontar quais são os principais sintomas, causas e tratamentos.

Ter um cisto no ovário, geralmente não é grave porque é uma situação comum que acontece em muitas mulheres entre os 15 e os 35 anos de idade, podendo surgir várias vezes ao longo da vida.

No entanto, realizar consultas regulares no ginecologista é essencial.

Não deixe de ler e compartilhar.

Cisto no Ovário

Ele também é conhecido como cisto ovariano; é uma bolsa que se forma dentro ou ao redor do ovário, cheia de líquido, que pode provocar: dor na região pélvica, atraso na menstruação ou dificuldade para engravidar.

O cisto é uma lesão que pode surgir em várias partes do organismo.

Ele é basicamente uma bolha envolta por uma fina membrana, que contém ar ou substâncias líquidas (ou semilíquidas) em seu interior.

Normalmente, o cisto é uma lesão benigna. Ele é apenas um acúmulo de líquido em determinado tecido. Porém, em raros casos, tumores malignos podem ter aspecto semelhantes aos de um cisto benigno. Por isso, uma avaliação cuidadosa da lesão é sempre importante.

O cisto de ovário é, portanto, uma bolsa ou saco com líquido em seu interior, que se forma no próprio ovário ou ao redor do mesmo (1). 

Existem vários tipos de cisto no ovário, os mais comuns são os chamados cistos funcionais, que se formam durante o processo de ovulação.

Tipos de Cistos no Ovário

Como já foi mencionado, existem vários tipos de cistos no ovário. Os principais deles incluem:

  • Cisto folicular: forma-se quando não há ovulação, ou quando o óvulo não sai do ovário durante o período fértil. Geralmente, não apresenta sintomas e não necessita de tratamento;
  • Cisto de corpo lúteo: pode surgir após a liberação do óvulo e, normalmente, desaparece sem tratamento;
  • Cisto hemorrágico: acontece quando há sangramento na parede do cisto para o seu interior, podendo causar dor pélvica;
  • Cisto dermoide: também chamado de teratoma cístico maduro, que em alguns casos necessita de tratamento através da laparoscopia;
  • Endometrioma ovariano: surge em casos de endometriose nos ovários e precisa ser tratado com remédios ou cirurgia;
  • Cistoadenoma: cisto ovariano benigno, que deve ser retirado através de laparoscopia.

O tipo de cisto no ovário pode ser avaliado pelo seu ginecologista através de exames como ultrassom, laparoscopia ou exames de sangue.

Causas

Cistos ovarianos são mais comuns da puberdade à menopausa. As ocorrências são menos frequente após a menopausa, mas mais perigosas.

Uma das causas mais comuns dos cistos no ovário, são algumas falhas no processo de ovulação e mudanças hormonais (2).

Os medicamentos para fertilidade pode causar o aparecimento de múltiplos cistos nos ovários.

Sintomas

cisto-de-ovario-001
Cisto no Ovário: Normalmente, não provoca sintomas. Imagem: (Divulgação)

Em geral, o aparecimento de cisto no ovário não provoca sintomas e não precisa de tratamento específico, pois normalmente desaparecem espontaneamente.

Quando ele cresce muito, se rompe ou quando ele fica torcido no ovário, pode surgir sintomas como dor no abdômen e menstruação irregular; que podem piorar durante a ovulação, o contato íntimo ou devido aos movimentos intestinais.

Outros sintomas dos cistos ovarianos são:

  • Dor no abdômen ou região pélvica;
  • Inchaço no abdômen;
  • Sensação de pressão no abdômen;
  • Menstruação irregular;
  • Aumento de peso;
  • Cansaço;
  • Dificuldade para engravidar;
  • Dor aguda no fundo das costas ou coxas;
  • Dor durante as relações sexuais ou dor pélvica ao mover-se;
  • Sensibilidade nas mamas;
  • Dor ao evacuar;
  • Náuseas e vômitos.

Os sintomas também são os mesmos no caso de cisto hemorrágico e cisto maligno, e por isso é necessário fazer ultrassom para diagnosticar o problema.

Tratamento

O tratamento para cisto no ovário irá depender do tamanho do cisto, da sua forma, dos sintomas relacionados e da idade da mulher; sempre ser orientado pelo seu médico.

Na maior parte dos casos, ele desaparece por si só, não necessitando de tratamento.

O médico pode aconselhar apenas uma vigilância regular dos ovários através de ultrassom e exame de sangue, para avaliar constantemente se há a evolução do cisto.

O tratamento com anticoncepcional também é muito utilizado em casos recorrentes, sendo feito especialmente em mulheres jovens sem suspeita de cisto maligno; mas que sofre de sintomas de dor aguda, impedindo assim a recorrência de novos cistos.

Quando ele provoca sintomas ou dificulta o funcionamento do órgão, e não há outras opções, o médico pode recomendar cirurgia para retirada do cisto, sem retirar o ovário.

Em casos mais graves, em que o cisto é muito grande ou apresenta indícios de câncer; pode ser necessário a retirada do ovário.

Verifique com o médico a melhor alternativa.

Tratamentos Naturais 

Cisto no Ovário e a Alimentação: Salmão: Rico em Proteínas. Imagem: (Divulgação)

Alguns tratamentos naturais também podem ajudar a tratar os sintomas do cisto no ovário.

  1. Dieta Rica em Nutriente

Não importa a causa do desequilíbrio hormonal, ter uma alimentação rica em nutrientes e evitar a exposição à toxinas é importante.

Aumentar o metabolismo e, portanto, ajudar com a produção de hormônios, eliminando várias toxinas que entram no  através de alimentos processados e açucarados.

Os hormônios podem facilmente se desregular quando o corpo é bombardeado por coisas como adoçantes artificiais e conservantes (3).

Procure comer principalmente uma variedade de alimentos antiinflamatórios naturais (como vegetais, frutas e salmão), nozes e gorduras saudáveis (incluindo óleo de coco, azeite e abacate) (4).

Também é importante remover da sua dieta os alimentos e alérgenos comuns, como glúten e laticínios, açúcares e produtos artificiais e industrializados.

  1. Reduzir o estresse

Uma das chaves para resolver qualquer problema hormonal é olhar com cuidado para a “conexão mente-corpo”. Isso é porque o estresse pode ter impactos drásticos sobre o sistema endócrino e, portanto, a produção de hormônios.

Combata o estresse crônico, alguns dicas são: passar mais tempo na natureza, yoga, meditação, e assim por diante. 

  1. Sono em Dia

Dormir bem é crucial para a regeneração celular, produção de hormônios, controle de estresse e até mesmo controle de peso. Na verdade, privação de sono pode ter os mesmos efeitos negativos sobre a saúde e hormônios.

Dormir pouco aumenta os hormônios do estresse no corpo, incluindo o cortisol, e muda os níveis de hormônios que controlam seu peso e apetite, incluindo insulina e a grelina (5).

Cisto no Ovário Causa Infertilidade?

O cisto no ovário não causa infertilidade, mas a mulher pode ter dificuldade em engravidar devido às alterações hormonais que causam o surgimento do cisto.

No entanto, com o tratamento adequado e acompanhamento médico, o cisto no ovário tende a diminuir ou desaparecer, fazendo com que a mulher retorne ao seu ritmo hormonal normal, facilitando a fertilização.

Também é importante deixar claro que quando a mulher com cisto no ovário consegue engravidar, é preciso fazer consultas regulares ao obstetra, pois existe um risco maior de complicações, como gravidez ectópica, por exemplo.

O cisto no ovário normalmente se resolve sozinho. No entanto, caso apareçam sintomas, é importante procurar orientação médica.

É importante também manter uma alimentação de verdade e rica em nutrientes, assim como possuir uma rotina saudável.

Dr. Juliano Pimentel.

%d bloggers like this: