Como aumentar a lubrificação feminina naturalmente: 3 dicas infalíveis

A falta de lubrificação feminina é algo que acaba afetando a vida sexual da mulher, pois provoca dor e desconforto durante a relação íntima com o seu parceiro. Apesar de ser mais comum na menopausa, esse problema atinge mulheres de todas as idades e pode ter diversas causas, tanto físicas como psicológicas.

Entenda a seguir o que provoca a secura na região vaginal e como aumentar a lubrificação feminina com o uso de alguns métodos naturais, permitindo que a penetração ocorra de maneira mais suave e resultando em mais prazer durante as relações sexuais.

O que é lubrificação feminina?

A lubrificação feminina consiste em uma resposta do corpo aos estímulos sexuais, assim como a ereção demonstra o prazer masculino. Quando a mulher é estimulada sexualmente, o corpo produz hormônios que fazem o coração acelerar, aumentando o fluxo sanguíneo para as veias.

As glândulas que se localizam na genitália e laterais da vagina produzem gotículas que ultrapassam as paredes do vaso sanguíneo (o que é chamado de transudação), causando a lubrificação da vagina, preparando-se para o momento da penetração.

Para que serve

Além de ser importante para o prazer feminino, essa lubrificação vaginal tem como função auxiliar na reprodução, pois a umidade produzida na região íntima da mulher permite que o pênis penetre mais facilmente, contribuindo para a fecundação.

Se a lubrificação feminina não for não quantidade ideal, ao invés de prazerosa, a penetração torna-se desagradável, além de poder causar danos nos tecidos da vagina.

Como é o aspecto dessa lubrificação

Em geral, a lubrificação tem uma consistência aquosa, é transparente e não apresenta um odor forte. O aspecto da lubrificação pode variar na textura, cor, consistência e odor, o que vai depender do grau de excitação da mulher e também do momento em que se encontra o seu ciclo menstrual.

Foto: FashionLady

Como aumentar a lubrificação feminina naturalmente com 3 dicas

A secura vaginal dificulta a penetração e pode ser desencadeada pela baixa produção de estrogênio causada por estresse, menopausa, infecção vaginal, entre outros fatores.

Para ajudar a aumentar a umidade na região íntima da mulher, é possível utilizar algumas técnicas naturais:

Babosa

O gel da babosa, além de combater a secura vaginal, equilibra o pH natural da vagina. Basta preparar uma mistura usando 2 colheres de gel de babosa e 1 colher de sopa de leite, aplicando na região afetada.

Chá de folhas de amoreira

As folhas de amoreira combatem a falta de lubrificação principalmente na menopausa, pois ajuda a reduzir a oscilação hormonal. O preparo é feito fervendo 500 ml de água, acrescentando a seguir as folhas de amoreira e deixando descansar por 5 minutos. O chá deve ser bebido no decorrer do dia.

Óleo de gergelim

O óleo de gergelim atua como lubrificante natural, melhorando a umidade na região vaginal.  Ele deve ser aplicado com o uso de um algodão, massageando suavemente.

Alimentos que ajudam a melhorar a lubrificação 

Os alimentos que têm o poder de aumentar a lubrificação vaginal agem favorecendo a circulação sanguínea pelo corpo ou contribuem para uma maior produção de estrogênio. Entre esses alimentos, os mais indicados para esse fim são:

  • Soja
  • Chocolate
  • Banana
  • Leite e derivados
  • Nozes e castanhas
  • Frutos do mar

Remédios e Tratamento 

Uma das respostas para como aumentar a lubrificação feminina é através da reposição hormonal, o que pode ser feito por via oral, injetável ou transdérmica (aplicação de adesivo na pele).

Se a paciente tiver alguma contraindicação em relação à reposição hormonal, a solução é fazer a reposição com o uso regular de cremes vaginais específicos.

Tenho lubrificação em excesso, devo me preocupar?

A lubrificação em excesso não é motivo para preocupação em relação à saúde, mas pode atrapalhar o prazer da mulher, pois diminui a fricção entre o pênis e a vagina, causando a perda da sensibilidade durante a penetração.

A causa desse excesso de lubrificação pode estar relacionada a quantidades elevadas de estrogênio no organismo, hipertireoidismo ou infecção na área íntima. Por esse motivo, é preciso informar a situação ao ginecologista para que o motivo seja identificado.

O tratamento pode ser feito com o uso de medicamentos para controlar a produção hormonal ou antibióticos e antifúngicos no caso de infecções.

Quando tenho relação, não fico lubrificada o suficiente

Como a lubrificação está ligada ao nível de excitação, é fundamental que a mulher receba os estímulos necessários para que o corpo libere a quantidade de secreção suficiente.

A ansiedade e o desejo de agradar podem interferir nesse processo. Por isso, é importante que a mulher tente relaxar e aproveitar o momento. As preliminares devem ser caprichadas para que os músculos relaxem e o coração acelere, permitindo uma melhor irrigação na região da vagina.

Lubrificação esbranquiçada é normal?

Na maioria dos casos é normal a mulher apresentar uma lubrificação vaginal esbranquiçada durante o sexo. Isso pode ocorrer em diferentes estágios do ciclo menstrual, quando o corpo produz o muco cervical para ajudar o esperma a alcançar o óvulo para a fertilização.

Porém, é preciso estar atenta se essa lubrificação não apresenta um odor forte ou se vem acompanhado de coceira, pois pode ser o resultado de uma infecção.

Algumas mulheres liberam um líquido esbranquiçado durante o clímax do ato sexual. Esse líquido é produzido por minúsculas glândulas responsáveis pela drenagem da uretra, que se assemelham à próstata masculina.

Falta de lubrificação pode ser gerada por anticoncepcional?

O uso de anticoncepcional pode acabar prejudicando a lubrificação, pois interfere a produção dos hormônios femininos na quantidade adequada.

Nesse caso, é importante informar o ginecologista para que um anticoncepcional mais compatível seja indicado e o problema seja resolvido.

É possível diminuir a lubrificação?

Não existe uma maneira de diminuir a lubrificação, mas alguns truques podem ser usados. O pompoarismo (exercício que fortalece os músculos vaginais) é uma boa opção. Usar uma toalha seca e limpa na região vaginal também é recomendado quando a lubrificação estiver mais intensa.

Além disso, do mesmo modo que as mulheres que são afetadas pela secura vaginal precisam receber mais estímulos e preliminares para lubrificar, o recomendado é que aquelas que apresentam excesso de lubrificação evitem preliminares demais.

Como aumentar a lubrificação feminina naturalmente: 3 dicas infalíveisAvalie esta matéria!

%d bloggers like this: