Dieta Sem Lactose: Conheça os 7 Incríveis Benefícios

Uma dieta sem lactose pode trazer diversos benefícios importantes, mesmo para quem não sofre com a intolerância à lactose. A primeira reação adversa ao leite de vaca foi detalhada há 2.000 anos. Hipócrates descreveu a primeira reação adversa a esse leite como sintomas cutâneos e gastrointestinais após o seu consumo.

Hoje, o leite de vaca está entre os primeiros alimentos introduzidos na dieta de um bebê e, portanto, é uma das primeiras e mais comuns causas de alergia alimentar na primeira infância, levando muitos a buscar opções de dieta livre de laticínios (1).

Em resumo, a alergia ao leite é uma das alergias alimentares mais comuns.

Neste artigo, eu explico quais são os benefícios de uma dieta sem lactose e os perigos do leite de vaca.

Não deixe de ler e compartilhar.

Dieta sem Lactose?

As pessoas seguem uma dieta livre de lácteos por diferentes razões; mas a maioria delas estão procurando alívio de problemas digestivos, inchaço, problemas de pele e condições respiratórias que acontecem após o consumo de produtos lácteos.

Existe uma abundância de alimentos vegetais e produtos sem leite que fornecem ao seu corpo os nutrientes que você precisa para ter saúde (2).

Uma dieta livre de lácteos inclui alimentos que são livres de leite e produtos lácteos. As pessoas que são intolerantes à lactose podem optar por reduzir ou eliminar os alimentos que contêm lactose.

Pessoas com alergia alimentar ao leite de vaca, por outro lado, deve eliminar completamente as proteínas do leite da dieta e encontrar alimentos alternativos que fornecem cálcio e outros nutrientes vitais.

As principais fontes de produtos lácteos que precisam ser evitados em uma dieta sem lactose incluem leite de vaca, queijo, manteiga, requeijão, queijo cottage, cremes e pudins, sorvete, gellato, soro e caseína e outros derivados alimentos feitos com leite.

7 Benefícios da Dieta Sem Lactose

Dieta Sem Lactose: Pode melhorar os sintomas de alergia. Imagem: (Divulgação)
Dieta Sem Lactose: Pode melhorar os sintomas de alergia. Imagem: (Divulgação)

Os principais benefícios de uma dieta sem a ingestão de leite, incluem:

  1. Diminui o inchaço

Inchaço devido a produtos lácteos é uma queixa comum entre as pessoas com sensibilidades e alergias (3).

O inchaço em si é geralmente um problema com a digestão.

Para muitas pessoas, a causa do excesso de gases nos intestinos, que provoca inchaço, é devido à digestão inadequada de proteínas; uma incapacidade de quebrar o açúcar e carboidratos totalmente e desequilíbrios em bactérias intestinais.

Todos estes fatores podem ser causados por uma alergia ao leite ou sensibilidade; por isso, aderindo a uma dieta livre de produtos lácteos pode ajudar a se livrar inchaço abdominal.

  1. Melhora a Saúde Respiratória

O consumo excessivo de leite tem uma longa associação com o aumento da produção de muco do trato respiratório e asma. A pesquisa mostra que o leite A1 estimula a produção de muco das glândulas do intestino e das glândulas do trato respiratório (4).

Sintomas respiratórios são frequentemente relatados por pessoas com alergias ao leite ou sensibilidade (5).

  1. Melhora a Digestão

Porque cerca de 75% da população mundial têm algum grau de intolerância à lactose, aderir a uma dieta livre de lácteos garante que você evite os sintomas de má digestão. Deixar de consumir laticínios pode aliviar cólicas, dor de estômago, inchaço, gases, diarreia e náuseas (6).

  1. Melhora a saúde da pele

Há dados significativos que apoiam o papel do consumo de leite no desenvolvimento da acne. Um estudo de 2010 publicado em clínicas em dermatologia indica que o leite contém esteróides anabolizantes, bem como hormônios de crescimento que aumentam a potência do leite como um estimulante da acne (7).

Uma dieta sem lactose pode ajudá-lo a tratar a acne naturalmente.

  1. Pode Reduzir o Risco de Câncer

Algumas pesquisas sugerem que o consumo de produtos lácteos pode aumentar o risco de desenvolver câncer. Um estudo realizado em 2001 na Escola de Saúde Pública de Harvard descobriu que uma ingestão elevada de cálcio, principalmente de produtos lácteos, pode aumentar o risco de câncer de próstata (8).

Os produtos lácteos também podem conter contaminantes, como pesticidas, que têm potencial carcinogênico (9).

A ligação do câncer com a sua alimentação é muito real.

  1. Diminui o estresse oxidativo

Pesquisadores sugerem que uma alta ingestão de leite pode ter efeitos indesejáveis, porque o leite é a principal fonte alimentar de D-galactose, que influencia o processo de estresse oxidativo e inflamação.

Evidências experimentais feitas em várias espécies animais indicam que a exposição crônica à D-galactose é prejudicial para a saúde.

Mesmo uma dose baixa de D-galactose induz mudanças que se assemelham ao envelhecimento natural em animais, incluindo a vida útil encurtada causada por dano ao estresse oxidativo, inflamação crônica, neurodegeneração e queda do sistema imunológico (10).

  1. Previne reações de alergia e sensibilidade ao leite

A única verdadeira cura para uma alergia ao leite é evitar leite e produtos lácteos completamente.

Probióticos e enzimas digestivas podem ajudar as pessoas a digerir melhor proteínas de leite se a alergia não é grave. Estudos sugerem que sintomas gastrointestinais melhoram quando o leite é removido da dieta (11, 12)

Substitutos para o Leite de Vaca

Dieta sem Lactose: Leite de coco. Imagem: (Divulgação)

Ainda não há tratamento adequado disponível contra a alergia ao leite de vaca, exceto cortar o seu consumo (13).Aqui estão algumas alternativas para substituir o leite de vaca da alimentação:

  1. Leite de coco

O leite de coco é uma boa fonte de nutrientes importantes como manganês, cobre, fósforo, magnésio, ferro e potássio. Um estudo de 2000 publicado no West Indian Medical Journal descobriu que os triglicerídeos de cadeia média no leite de coco fornecem uma fonte pronta de energia e podem ser úteis em alimentos para bebês ou em terapia dietética (14).

  1. Leite de amêndoas

As amêndoas possuem vários benefícios para a saúde.

Elas são ricas em ácidos graxos insaturados,fibra, antioxidantes e proteína vegetal.

Além disso, o leite de amêndoa contém componentes probióticos que ajudam na digestão, desintoxicação e crescimento bacteriano saudável dentro da flora intestinal, o que é fundamental para a utilização de nutrientes dos alimentos e prevenir deficiências de nutrientes (15).

Veja como fazer leite vegetal nesse link.

  1. Kefir

Embora o kefir seja tecnicamente um produto lácteo, ele é fermentado, e os produtos lácteos fermentados podem ajudar as pessoas com intolerância à lactose. Ele também possui diversos benefícios para o intestino e o corpo.

Tenha em mente que a fermentação altera a composição química dos alimentos e como no caso do leite fermentado, o kefir é relativamente baixo em lactose.

Mas não deixe de visitar o médico.

As pessoas seguem uma dieta sem lactose para aliviar problemas digestivos, inchaço, problemas de pele e condições respiratórias causados pelo consumo de produtos lácteos.

As principais fontes de produtos lácteos que precisam ser evitados ao comer uma dieta livre de laticínios incluem leite, queijo, manteiga, requeijão, cremes e pudins, sorvete, soro e caseína.

Alguns benefícios da dieta livre de leite inclui a prevenção de inchaço abdominal, saúde da pele, menos estresse oxidativo, melhor digestão e alívio de alergias e sensibilidades.

Mas lembre-se de procurar orientação médica antes de mudar sua alimentação.

E se o seu objetivo é melhorar a saúde, transformar a sua alimentação e prevenir doenças, eu tenho um super convite para fazer!

Dr. Juliano Pimentel.

%d bloggers like this: