10 alimentos que são ricos em zinco

0
97
10 alimentos que são ricos em zinco
10 alimentos que são ricos em zinco
[faceturbo]

Você sabe quais são os principais alimentos que são ricos em zinco, e qual é o papel desse mineral no corpo humano? Você sabia que a falta dela pode fazer mal para a saúde? Então, fique atento, porque, neste artigo, Remédio caseiro você vai descobrir tudo sobre este tema.

O zinco é um mineral que está presente em todo o corpo humano. Um estudo publicado em 2011, revelou que o corpo humano adulto tem entre 1,5 e 2,5 gramas de zinco, que atua diretamente na manutenção das funções celulares.

Esta manutenção se aplica às funções de defesa imunitária, antioxidante, o crescimento e desenvolvimento do organismo. Por esta razão, o mineral é extremamente importante durante a gravidez e a infância.

Quando a ingestão de nutrientes satisfaz as necessidades diárias de metabolismo, o corpo pode apresentar alguns sintomas e tornar-se vulnerável a problemas de saúde diferentes. No entanto, nem sempre é necessário fazer a ingestão de suplementos industrial, desde o zinco é encontrado naturalmente em diversos grupos de alimentos.

Alimentos ricos em zinco

Publicidade

A quantidade de um determinado nutriente no alimento é definido pelo termo biodisponibilidade. Esta é a proporção da substância ingerida é absorvida e utilizada pelo corpo humano.

 

Os alimentos com mais de zinco em sua composição são ostras (Foto: depositphotos)

Tendo dito isso, os principais alimentos ricos em zinco, de acordo com o livro Bio-disponibilidade de alimentos são:

  • Ostras
  • As carnes vermelhas
  • Carne branca
  • As sementes de abóbora
  • Amêndoa
  • Castanha-do-Pará
  • Moluscos cozidos
  • Gérmen de trigo
  • Iogurte
  • Feijão

Ostras

As ostras são os alimentos mais ricos em zinco está lá. A proporção de 100 gramas de comida cozida contém 39 mg de zinco, cerca de quatro vezes a necessidade diária de homem adulto. E a entrega é de apenas cerca de 160 calorias.

A ostra crua biodisponibilidade é de 27 mg de zinco em cada 100 gramas ingeridos. E a entrega de apenas 125 calorias por porção. Eles são ricos em minerais, como fósforo e potássio.

As carnes vermelhas

Outra alimentos que contêm uma grande quantidade de minerais e carne vermelha. Tinha a carne é considerada a mais nutritivos, com 8,5 mg de zinco em cada porção de 100 gramas.

O bife, o que geralmente é feito com uma parte do solvente, apresenta 5.5 mg do mineral e o jugo de bois, de cozedura,de 5,4 mg de zinco por porção. Já a carne do cordeiro, outra fonte de carne vermelha, de 4 mg do nutriente por porção. Embora o pig tem de 2,4 mg, quase metade dos representantes de outros no grupo.

Carne branca

Outra grande fonte de zinco, encontrado naturalmente em carnes brancas em geral, especialmente na turquia e no frango. No entanto, a biodisponibilidade do mineral alterações de acordo com a parte da deglutição, e mais carros no fígado.

Apenas para mostrar que, para cada 100 gramas de carne de frango cozidos, que são ingeridas, o organismo pode absorver e 2,9 mg de zinco. Para cada 100 gramas de fígado de aves, e este valor aumentou para 4,3 mg.

Enquanto isso , o peru, que é a carne branca com uma maior concentração de zinco, permite a ingestão de 4,5 mg para cada dose ingerida. Os peixes são deixados de fora da lista. As sardinhas na mais alta concentração de minerais, cerca de 1,4 mg para cada dose para comer.

As sementes de abóbora

Não é só a comida dos animais, dos minerais são encontrados, ele também está presente nos vegetais e derivados deles, como as sementes de abóbora. Para cada 57 gramas, um pouco menos da metade de uma xícara de chá, o corpo pode absorver 4,2 mg de zinco.

No entanto, é necessário tomar cuidado, especialmente para aqueles que querem perder peso. As sementes da planta é bastante com calorias cerca de 310 calorias para o valor citado.

 

Amêndoa

Este óleo de semente é uma boa fonte de consumo de zinco. Beber uma dose de que 78 gramas de sementes, o corpo é capaz de absorver e de 3,9 mg do mineral, quase metade das necessidades diárias de um adulto.

Além disso, as amêndoas também são ricas em vitamina E, complexo B e diversos minerais essenciais para o funcionamento do corpo. Mas atenção, este é outro alimento muito calórico, contém cerca de 450 calorias na porção citado. Devem ser consumidos com parcimônia.

Castanha-do-Pará

A castanha-do-brasil, também conhecida como castanha do brasil, semente nativa na região norte e é bastante comer por causa de seu alto valor nutricional. Uma porção de 70 gramas representa a quantidade de 3,2 mg de zinco, e que contém um pouco mais de 450 calorias.

Além disso, ele também é rico em vitaminas do complexo B, minerais diferentes e vegetais, as gorduras são boas para o corpo.

Moluscos cozidos

Polvo, lula e marisco são representantes da classe dos moluscos, e todos eles são parte de uma dieta que é rica em zinco. Isto é porque uma proporção de 100 gramas de mariscos cozidos no vapor, contém 2.7 mg do mineral.(3)

Além disso, eles são os alimentos com apenas 112 calorias por porção e é rico em vitaminas A, do complexo B e alguns sais minerais importantes.

Gérmen de trigo

O germe é considerado o mais nobre do trigo, o embrião, que conduziria a novas plantas. Por isso é bastante nutritivo e pode ser usado em uma variedade de formas na dieta.

Utilize apenas 14 gramas por dia é equivalente à quantidade de 2,4 mg de zinco. Isso equivale a aproximadamente 30% da recomendação nutricional do valor do dia. Apesar de ter poucas calorias, pouco mais de 50 por porção e é rico em vitaminas e minerais.

Iogurte

Outro grande alimento para aqueles que precisam de um maior consumo de zinco no iogurte, especialmente aqueles com baixo teor de gordura. Dose equivalente a uma xícara de alimentos, permite a ingestão de 2,2 mg do mineral, ou 15% do valor da diária. Tudo isso com apenas 154 calorias e uma série de outros nutrientes e gorduras saudáveis no corpo.

Feijão

Finalmente, leguminosas como o feijão também são ótimas fontes de minerais. O feijão comum, como o rio, tem 1,8 mg de zinco em cada porção de 127 gramas e apenas 197 calorias.

Embora o reino unido, uma série que é muito apreciado no Brasil, há 1 mg do mineral e 113,5 calorias em uma porção de 86 gramas. Além disso, o vegetal é rico em diversos minerais, vitaminas e gorduras boas para o corpo.

Qual é a função dos minerais no corpo?

Você vai ver no texto anterior de 10 alimentos que são ricos em zinco, mas você sabe qual é a função e a importância de se consumir o correto deste mineral? Primeiro, é importante mencionar que o zinco está presente em mais de 300 enzimas que atuam em funções importantes no corpo humano.

As etapas que variam em termos de desenvolvimento cognitivo para melhorar o sistema imunológico, ajudando a tratar e prevenir várias doenças. Além disso, os minerais agem diretamente sobre a capacidade de reproduzir, especialmente nos homens, o transporte de glucose para as células e diminui a pressão arterial.

Os nutrientes também agem diretamente sobre o sistema endócrino, principalmente na produção de hormônio do crescimento e secreção de insulina. Mantenha a pia níveis apropriados ajuda a melhorar o funcionamento do intestino, especialmente em crianças.

Os minerais de melhorar o processo de cicatrização de lesões, a absorção de água e sódio e, ainda, proteger as membranas mucosas do corpo contra infecções.Finalmente, o zinco é uma substância que age diretamente sobre o sistema nervoso atividade e memória.

Funções isso faz com que o mineral é um elemento essencial, especialmente em alguns períodos da vida, porque, durante a infância e adolescência, onde ele atua no crescimento e desenvolvimento cognitivo.

Em mulheres grávidas ou que estejam amamentando, o zinco é indispensável, uma vez que atua diretamente sobre o desenvolvimento do feto. Após o nascimento, o zinco é absorvido pela mãe vai chegar o bebê através do leite materno, ajudando a reforçar as defesas do organismo contra doenças.

 

Dose diária recomendada para cada fase da vida

A dose diária de zinco recomendada pelos especialistas, vai mudar de acordo com a idade e com necessidades especiais. Como no caso de doença ou gravidez, por exemplo. Para ver o quanto o zinco é necessário para comer de acordo com as seguintes idade.

Para crianças até 13 anos

Os bebês recém-nascidos até os seis meses de idade, a se livrar de todos os níveis de zinco necessária leite materno. Por isso, é importante que as mulheres a amamentar manter a dieta equilibrada e rica neste mineral.

Nessa fase da vida a ingestão adequada de zinco é de 2 mg por dia. A partir dos sete meses de idade, quando você iniciar a introdução de alimentos, o montante mínimo vai para a 3 mg por dia e mantém até aos três anos de idade.

Crianças de 4 a 8 anos de idade precisa de uma média de 5 mg de zinco por dia, a fim de manter o crescimento e o desenvolvimento cognitivo em indivíduos saudáveis. As crianças, independentemente do sexo, entre 9 e 13 anos deve comer, em média, de 8 mg do mineral a cada dia.

Homens e mulheres adultos

Os homens têm necessidades afundar um pouco mais do que as mulheres. Principalmente porque os nutrientes agem na produção de esperma e até mesmo o tamanho dos testículos. Portanto, o uso adequado para homens adultos diariamente na 11mg e que o número vai até a velhice.

Já as meninas precisam comer cerca de 8 mg de zinco a cada dia. Que este número sofre uma mudança durante a gravidez, por conta do desenvolvimento do feto.

Durante a gravidez e a amamentação

Durante os dois etapa, as mulheres necessitam da ingestão de mais de zinco. Afinal, o nutriente também é destinado para o desenvolvimento saudável do feto e do recém-nascido.

Por esta razão, a ingestão adequada de zinco durante a gravidez de 13 mg por dia. Mulheres que estão a amamentar devem comer alimentos que garante que eles absorvem, em média, 14 mg do mineral a cada dia.

É que isso deve ser feito através de alimentos, pois alguns estudos têm demonstrado que os riscos em termos de utilização de aditivos nos países industrializados.

Os sintomas de deficiência de zinco para a saúde

Há uma série de sintomas exibidos pelo corpo quando a quantidade de zinco ingerido não é suficiente. Alguns dos principais são observados em crianças, tais como: perda de cabelo, diarréia, feridas na pele, como a acne. A longo prazo, isso pode levar à anorexia, retardo de crescimento ou desenvolvimento do feto, quando a deficiência é considerada em mulheres grávidas.

Adultos com baixos níveis de minerais podem apresentar cura mais lenta das lesões, intolerância à glicose e redução de produção de insulina, o que pode levar ao diabetes mellitus. Além da impotência sexual, infecções de repetição, problemas de memória, e dermatite.

Quando o déficit é mais graves, podem ocorrer perda de apetite e um sentimento de cansaço e de forma consistente até que a pele é mais áspero.

Os principais riscos para este problema

A falta deste mineral pode trazer graves consequências para o corpo. Os principais problemas relacionados com o aparelho digestivo do sistema, e pode ser fatal se não for tratada rapidamente.

Além disso, o problema aumenta o risco de mortalidade materna e o aborto. Além disso, para o atraso da introdução até a influência de um parto normal, da mesma forma e pode causar infertilidade.

Outros riscos associados com a deficiência de zinco é a diarréia constante, e o atraso no crescimento e desenvolvimento motor e cognitivo. O baixo nível de sais minerais e até mesmo afetar as defesas do organismo contra infecções. Fazer com que ele seja mais suscetíveis à malária e pneumonia, e até mesmo a obesidade na infância ou da falta de nutrição.

Finalmente, alguns estudos realizados entre os anos de 1996 e 1998, mostraram que o zinco pode ser associado com o desempenho em neuropsiquiátricos. Isto é, a falta de alterar a forma como uma pessoa se comportar e reagir em determinadas situações.

Quais são as principais causas de deficiência na pia?

A deficiência de zinco é algo que é visto em diferentes regiões do mundo, principalmente em países emergentes. As principais causas dos problemas tendem a ser dieta inadequada, má absorção ou má utilização de fontes de nutrientes.

A má absorção, por sua vez, pode acontecer por diferentes razões. Um dos principais desafios na acrodermatite enteropática, uma doença que causa um distúrbio na capacidade de absorver o zinco. Outros para causar algumas doenças inflamatórias, que causam a perda de nutrientes.

Finalmente, problemas intestinais, como diarréia, e algumas doenças crônicas também levar a um problema. Nestes casos, você pode precisar para completar externa do mineral.

Veja também: os 10 alimentos ricos em ferro, que vai turbinar a sua saúde

Como e quando o suplemento?

A suplementação de zinco é indicado em casos graves do problema e deve ser recomendada apenas por um profissional médico. O uso indiscriminado traz riscos para a saúde. Portanto, é necessário realizar testes, para ver como os níveis de minerais e de outros nutrientes no sangue.

Uma das maneiras de fazer isso a suplementação é através de medicamentos para a prevenção de anemia , ou uma deficiência de outros minerais. Isto é porque muitos deles já são fortificados com zinco e podem ser consumidos com segurança.

Em alguns casos, a suplementação é indicada para o tratamento de problemas de diarréia em crianças.As doses tendem a ser de 6,5 mg de zinco por dia, em um tratamento que dura em média seis meses.

O que é zinco quelado, e como usá-los?

Zinco quelado é o nome dado para complementar quando o mineral é dependente de aminoácidos. Desta forma, ele será chamado de minerais orgânicos. A principal vantagem deste tipo de suplementação é a de que os nutrientes serão absorvidas mais rapidamente pelo corpo.

Portanto, é mais indicado para os casos onde o indivíduo é incapaz de usar ou manter as quantidades necessárias de zinco no organismo. O zinco quelado geralmente vem na forma de um comprimento de 10 ou 6 mg, e devem ser consumidos todos os dias.

Cuidados com aditivos minerais

O zinco é um nutriente que tem um limite é muito grande para superar os níveis aceitáveis de ingestão diária. No entanto, isso pode acontecer, principalmente quando é necessário fazer aditivos dos externa do mineral.

Assim, a quantidade ingerida é mais do que a máxima diária, durante um longo período de tempo, pode causar minerais para ser tóxicos no corpo.

O principal efeito colateral disso é um problema para metabolizar o cobre. Desta forma, há maiores chances de desenvolver anemia. Além disso, o montante em excesso do mineral no organismo pode levar a úlceras gástricas, reduz o sistema imunológico, e o colesterol.

Outras consequências do excesso de zinco é náuseas, vômitos e diarréia, acompanhada por um sentimento de letargia.O limite máximo de ingestão diária de zinco é de 40 mg, em média, para indivíduos adultos e 23 mg para crianças de até 13 anos de idade.

Por esta razão, é sempre importante não fazer quaisquer suplementos, por conta própria, apenas um profissional de saúde irá identificar a quantidade ideal para cada caso.

Emagrecer em casa! Perca 10kg sem ir a academia! Quer saber mais? Clique👇👇👇

http://bit.ly/Emagrecerate10kgem30dias

 [/faceturbo]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here