8 Sintomas mais comuns da menopausa

0
157

[bloqueador][faceturbo]

Sintomas mais comuns da menopausa. A menopausa é um processo natural onde à mulher deixa de ter o período menstrual devido a mudanças hormonais. Isso geralmente acontece entre os 45 e aos 55 anos, contudo pode ocorrer antes.

O que acontece durante a menopausa?

Como é um processo normal que acontece à medida que a mulher envelhece, a idade mais comum de começar esse ciclo é aos 51 anos, lembrando que a idade é relativa e varia.

A menopausa começa quando os ovários deixam de produzir estrogênio e diminui a produção de outros hormônios reprodutivos como a progesterona. É devido à falta destes hormônios que você deixa de ter o período menstrual e não pode mais engravidar.

Se você estiver dentro da faixa etária e não teve nenhum período menstrual em todo um ano, não está gravida e não sofre de nenhuma doença grave é possível que esteja atravessando a menopausa.

Sabia que a menopausa às vezes não acontece devido a idade e sim por algum algo outro problema de saúde? Por exemplo, se os ovários foram removidos por meio de cirurgia é possível que experimente sintomas repentinos no lugar da mudança gradual que normalmente ocorre. Tratamentos médicos como a quimioterapia e a radioterapia também podem provocar uma menopausa prematura ou repentina.

Consulte um médico para te ajudar a determinar se está passando pela menopausa, Além disso, para te ajudar a controlar possíveis sintomas.

Quais são os sintomas mais comuns da menopausa?

Quais são os sintomas mais comuns da menopausa
Alguns dos sintomas comuns da menopausa são os seguintes:

1 – Período menstrual irregular: o período menstrual se torna mais curto, ou longo, mais intenso ou menos intenso. Começa a falhar o período menstrual.

2 – Ondas de calor: as ondas de calor são a sensação de calor repentino, algumas vezes intenso, que se estende pelo rosto e a parte superior do corpo. As ondas de calor podem ser muito incomodas, mas duram poucos minutos. Podem aparecer várias vezes em um mesmo dia, na mesma semana ou no mesmo mês.

3 – Suores noturnos: estes são consequências das ondas de calor, muitas vezes te acordam durante a noite.

4 – Problemas para dormir: você pode sofrer de insônia, quer dizer ter dificuldade para conciliar o sono ou par permanecer dormindo. Também é possível que comece a despertar muito antes do que havia programado.

5 – Mudanças na área vaginal: a membrana vaginal pode ficar mais fina, mais seca ou menos elástica. Isto pode gerar sequidão ou dores durante as relações sexuais.

6 – Infecções urinárias ou da virilha: é possível que você tenha que ir ao banheiro mais vezes ou que tenha infecções urinárias ou da virilha mais frequentemente.

7 – Mudanças no estado de animo: As mudanças hormonais podem causar ansiedade, irritabilidade ou cansaço. Também pode mudar o seu desejo sexual.

8 – Fragilidade dos ossos: é possível que seus ossos se debilitem durante a menopausa. Se enfraquecerem muito, pode causar osteoporose posterior a menopausa. Consumir bastante cálcio e vitamina D pode ajudar.

Algumas mulheres podem ter uma perimenopausa prolongada e difícil de até 10 ou 12 anos, no entanto a maioria observa que os sintomas comuns da menopausa (como as ondas de calor e as mudanças de humor) são passageiros e duram somente 3 a 5 anos.

Vale apena lembrar que certos sintomas como a sequidão vaginal e as mudanças no desejo sexual podem continuar ou inclusive, piorar depois da menopausa. Caso alguns dos sintomas incomodem, procure um médico e converse sobre os possíveis tratamentos.

Qual é a Melhor Solução para uma Dor de Garganta?

O que são as ondas de calor?

O que são as ondas de calor
As ondas de calor é um dos sintomas mais incômodos da perimenopausa e da menopausa. Ainda não se sabe exatamente a causa desses calores.

A maioria das mulheres descrevem os calores como um ataque de calor repentino que afeta todo o corpo, principalmente a parte superior, incluindo braços e o rosto.

Também é possível que transpire, que sinta formigamento nos dedos das mãos ou que o coração bata mais rápido. Normalmente as ondas de calor duram de 1 a 5 minutos.

É um dos sintomas mais comuns da menopausa, 3 a 4 mulheres que estão passando por essa fase irão sofrer este sintoma.

Infelizmente não há nada que possa fazer com que as ondas de calor sumam por completo, mas vamos deixar algumas dicas para alivia-las:

  • – Fazer exercícios de forma regular.
  • – Não fumar.
  • – Manter um peso saudável.
  • – Meditar ou realizar alguma outra atividade para aliviar o estresse.
  • – Tomar uma ducha fria durante as ondas de calor ou antes de dormir.
  • – Baixar a temperatura do lugar onde vive (especialmente do seu quarto).
  • – Diminuir o consumo de álcool, cafeína, bebidas quentes e comidas picantes.
  • – Usar roupas de algodão (para que possa tirar algumas peças quando estiver sofrendo com as ondas de calor, principalmente no inverno).
  • – Registrar os momentos em que sofre com as ondas de calor, isso irá ajuda a detectar o que as provocam.

A reposição hormonal pode ser um tratamento para amenizar as ondas de calor, assim como alguns medicamentos usados para tratar a depressão, os problemas para dormir e as convulsões. Claro que somente um médico pode determinar qual é o melhor tratamento para o seu caso.

Alguns medicamentos a base de plantas também podem ajudar, além de serem mais fáceis de conseguir, uma vez que muitos não precisam de receita médica. Alguns medicamentos muito indicados são os isoflavonas (como a soja e o trevo vermelho) e o cohosh preto. Mas lembre-se que os medicamentos a base de plantas tem riscos e efeitos colaterais, assim como as medicações receitadas, antes de comprar qualquer tipo de medicamento consulte um médico.

O que é a perimenopausa?

A perimenopausa é o tempo antes da menopausa em que alguns sintomas podem aparecer. Esta etapa pode durar desde uns meses até 10 anos e é um processo que começa, pode ser interrompido e voltar a começar novamente.

Normalmente a perimenopausa começa em torno dos 40 anos, entretanto pode começar antes. Se você fuma a perimenopausa pode surgir 2 anos antes.

A quantidade de estrogênio produzido pelos ovários começa a mudar depois dos 30 e dos 40 anos, pode aumentar e diminuir. É possível notar que isso acontece observando as mudanças nos períodos menstruais. Durante a perimenopausa estas mudanças são comuns e totalmente normais.

Estas são algumas das mudanças que você deve notar:

  • – O intervalo entre um período menstrual e outro (maior ou menor).
  • – A ausência total de um período menstrual.
  • – Mudanças nos padrões do fluxo menstrual (mais intenso ou mais leve).
  • – Sangramento entre os períodos menstruais.

As mudanças na menstruação são bastante normais durante a perimenopausa, mas é sempre bom consultar um médico especialista e relatar seu caso.

Durante a perimenopausa, ainda é possível engravidar, então o uso de dos métodos contraceptivos não deve ser interrompidos, por pelo menos um ano depois do seu último período menstrual. Fale com seu médico antes de interromper o uso de qualquer contraceptivo que esteja usando.

É possível que a menopausa afete meu desejo sexual?

É possível que a menopausa afete meu desejo sexual
Sim, a menopausa pode afetar o desejo sexual, mas isso não significa que sua vida sexual tenha acabado.

Lidar com os sintomas físicos e emocionais da menopausa pode diminuir seu desejo sexual. Os sintomas também podem afetar o padrão de sono e reduzir a energia, o que pode diminuir seu interesse por sexo. A sequidão vaginal e a diminuição da sensibilidade também pode reduzir o interesse. Também é normal sentir diversas emoções durante a menopausa, por exemplo, ansiedade, tristeza ou depressão.

Se perder o interesse por sexo durante este período é provável que o mesmo volte assim que os sintomas desaparecerem.

Como já mencionamos a sequidão vaginal é um sintoma da menopausa muito comum e pode fazer com que o desejo sexual diminua, já que tem a possibilidade de tonar o sexo incomodo ou até mesmo doloroso.

Aqui vamos deixar algumas dicas de como amenizar esse sintoma:

  • – Utilizar lubrificantes a base de água ou silicone quando tiver relações sexuais. Você pode comprar lubrificantes na maioria das farmácias ou pela internet.
  • – Tire mais tempo para sentir-se excitada. A umidade que a excitação produz protege os tecidos sensíveis.
  • – Pratique os exercícios da parte pélvica. Isto pode fortalecer os músculos e pode ajudar com a perda de urina. Fale com um médico ou fisioterapeuta sobre como realizar estes exercícios.
  • – Converse com um médico sobre os medicamentos prescrição. Os anéis, comprimidos e os cremes de estrogênio podem ajudar com a sequidão caso sinta que o lubrificante não é suficiente. Estes produtos auxiliam para manter-se ativa sexualmente durante a menopausa e depois deste período.
  • – Fale com seu parceiro, conversar sobre o que sente e sobre o que implica a menopausa para você, isso irá fazer com que você tenha uma conexão maior com seu parceiro e se sinta menos pressionada

Na verdade algumas pessoas descobrem que sentem mais vontade de fazer sexo depois da menopausa, pois não tem que se preocupar com uma possível gravidez. Você acaba se sentindo mais livre e se permite desfrutar de uma vida sexual emocionante e renovada.

É muito importante ressaltar que apesar de não precisar mais tomar anticoncepcional, você não está imune as DSTs (conhecidas também como infecções sexualmente transmissíveis). Use camisinha sempre, independente se estiver em um relacionamento estável ou não.

A menopausa é um processo biológico natural e embora não seja possível engravidar, isso não quer dizer que deva ser fim da sua vida sexual.

É importante ter uma vida mais saudável com refeições saudáveis. Através desses e-books você encontrará muitas receitas que irão te ajudar no processo de emagrecimento. Para mais informações acesse o link abaixo👇👇👇

 [/faceturbo][/bloqueador]