Alimentos anti-inflamatórios que você precisa incluir na sua dieta

Alimentos anti-inflamatórios precisam fazer parte da nossa alimentação diária,pois a inflamação pode fazer parte de certas reações do sistema imunológico e / ou processos de cura.

Mas quando sai do controle e começa a acontecer com frequência, vai afetar a qualidade de vida e causar problemas de saúde incômodos em vários órgãos do corpo.

Portanto, hoje vamos falar sobre alguns alimentos anti-inflamatórios que podem nos ajudar a evitar esse problema.

Poque devemos incluir Alimentos anti-inflamatórios em nossa dieta

Este estudo demonstrou uma compreensão mais detalhada dos mecanismos moleculares pelos quais a inflamação sistêmica de baixo grau promove o desenvolvimento de doenças cardiometabólicas.

Esta informação pode ser útil no planejamento de terapias anti-inflamatórias levando em consideração os dados clínicos.

Da mesma forma, problemas inflamatórios no corpo também podem estar relacionados a doenças cardíacas, obesidade, câncer e envelhecimento.

Felizmente, existem alimentos anti-inflamatórios que, graças às suas propriedades, podem proteger as células da inflamação e prevenir a inflamação relacionada a elas.

Conheça 10 alimentos anti-inflamatórios

Mirtilos

Devido ao seu alto teor de antioxidantes, os mirtilos estão entre os alimentos anti-inflamatórios que ajudam a proteger partes do trato digestivo.

Isso inclui gengivas, boca, cólon, estômago e sistema cardiovascular. Além disso, são deliciosos e podem ser facilmente consumidos em smoothies, no café da manhã etc.

Esses estudos mostram que um novo conjunto de estudos publicado no The Journals of Gerontology confirmou que comer mirtilos contribui para o envelhecimento saudável graças aos seus incríveis efeitos antioxidantes e anti-inflamatórios.

Nozes

Sementes oleosas, como as nozes, são antiinflamatórias. Além disso, eles protegem as células de pacientes em risco.

Esse benefício é atribuído ao alto teor de ácido alfa-linolênico (ALA), que é convertido em ácidos graxos ômega-3, EPA e DHA.

Esses valores nutricionais podem ser verificados por várias fontes e estudos.

Peixes oleosos

Peixes
Créditos da imagem Freepik

Peixes oleosos são alimentos que reduzem o risco de problemas cardiovasculares e problemas nas articulações, como artrite.

Esses benefícios importantes são devido ao seu alto teor de ácidos graxos ômega 3, que é um tipo de gordura saudável necessária para muitas funções corporais.

Portanto, é ideal consumir pelo menos 3 porções por semana para colher os benefícios. Entre os peixes oleosos podemos encontrar:

  • Atum
  • Sardinha
  • Bacalhau
  • Salmão
  • Cavalinha.

Vegetais de folhas verdes

Os vegetais crucíferos e de folhas escuras são caracterizados por uma concentração mais alta de vitaminas e minerais, como cálcio, ferro e outros fitoquímicos importantes.

Além disso, esses tipos de vegetais contêm quantidades significativas de vitamina E, que é conhecida por proteger o corpo contra partículas inflamatórias. Entre os vegetais de folhas verdes podemos encontrar:

  • Couve
  • Brócolis
  • Espinafre
  • Couve-de-bruxelas

Gengibre

As propriedades antiinflamatórias do gengibre têm sido usadas desde os tempos antigos para tratar uma variedade de problemas de saúde.

Os efeitos do gengibre são comparáveis ​​aos dos anti-inflamatórios não esteroides, ideais para aliviar a inflamação no intestino.

O gengibre pode ser comido, entre outros sob a forma de chá, saladas, cocktails ou sopas.

Cebola

Como tratar gripes e resfriados

A cebola é, sem dúvida, um agente anti-inflamatório natural muito forte. Este vegetal contém produtos químicos anti-inflamatórios, como alicina e quercetina, dois nutrientes essenciais para reduzir a inflamação e inibir os efeitos dos radicais livres no corpo.

Um estudo publicado pelo Departamento de Nutrição da Universidade Complutense de Madrid constatou que contém pequenas quantidades de carboidratos simples (3-9%) e alguma proteína (1%). Não contém gordura nem colesterol.

Distingue-se pela quantidade e qualidade da fibra alimentar (aprox. 2%). É uma fibra solúvel, principalmente fruto-oligossacarídeos, pequenas moléculas de carboidratos que ajudam a manter e melhorar a saúde do trato digestivo.

Alho

Além da cebola, o alho é outro alimento anti-inflamatório natural que pode ajudar a prevenir e tratar uma variedade de problemas de saúde.

Coloque o dente de alho cru descascado em uma xícara de café com água fria e amasse na água.

Após 20 minutos de imersão nesta água, o antibiótico está pronto. Basta beber a água e o alho pode ser jogado fora.

Abacaxi

O abacaxi é um diurético, antídoto e rico em fibras e antioxidantes. Ele contém uma enzima chamada bromelaína, que é responsável por produzir efeitos anti-inflamatórios, anticâncer e anti-edema.

Também pode melhorar a função do sistema digestivo e a saúde cardiovascular.

Soja

A soja e seus derivados contêm isoflavonas, que comprovadamente ajudam a reduzir os níveis de proteína C reativa nas mulheres.

Além disso, demonstrou ser útil para a saúde da próstata.

No entanto, é importante comer soja com cautela, pois alguns produtos são processados ​​em demasia e não trazem os mesmos benefícios.

A maioria dos produtos de soja no mercado contém aditivos e conservantes que são prejudiciais à saúde. Os produtos recomendados são leite de soja caseiro, tofu e edamame (feijão mungo).

Tomates

Os tomates são parte da planta Solanaceae. Muitos especialistas em saúde concordam que eles podem minimizar a inflamação.

Eles contêm licopeno, que pode ajudar a reduzir a inflamação em geral, especialmente nos pulmões.

Vale ressaltar que para obter maior concentração de licopeno, recomenda-se cozinhar o tomate ou bebê-lo em forma de suco.

%d blogueiros gostam disto: