Andropausa: A menopausa masculina

0
41

A andropausa é caracterizada por uma diminuição nos níveis de testosterona e seus sintomas podem ser aliviados fazendo algumas mudanças em sua rotina.

Os níveis de testosterona variam de pessoa para pessoa. Geralmente, os mais velhos têm menos desse hormônio do que os mais jovens. O nível de testosterona circulando no corpo pode ser medido por um exame de sangue.

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, a andropausa causa uma série de sintomas desagradáveis, embora sejam mais leves do que os sintomas da menopausa.

SÃO OS SINTOMAS DA ANDROPAUSA

  • Alterações na função sexual – isso pode incluir diminuição do desejo sexual, menos ereções espontâneas, como durante o sono, e diminuição da fertilidade. Outro sintoma pode ser uma diminuição no tamanho do testículo;
  • Mudanças físicas – Aumento da gordura corporal, diminuição da massa e força muscular, diminuição da densidade óssea, mamilos inchados e queda de cabelo são algumas das alterações causadas;
  • Mudanças emocionais – diminuição da motivação ou autoconfiança e, portanto, tristeza e problemas de concentração e memória;
  • Alteração no padrão de sono – tais como insônia ou sonolência aumentada.

Além disso, pode haver ganho de peso, perda de massa corporal magra e perda de cálcio nos ossos (osteoporose). A diminuição da testosterona na andropausa aumenta o risco de doenças cardíacas e dos vasos sanguíneos.

A terapia de reposição hormonal pode aliviar os sintomas de andropausa?

A reposição de hormônios pode ajudar a aliviar o desconforto causado pela andropausa. No entanto, esta terapia só é recomendada se a testosterona natural  estiver ausente.
Se usado de maneira inadequada, esse tipo de tratamento pode causar infertilidade ou aumentar o número de hemácias, aumentando assim o risco de trombose e doenças cardiovasculares.
Manter hábitos alimentares saudáveis, como uma dieta balanceada e exercícios regulares, pode ajudar a prevenir o desconforto da andropausa e prevenir doenças relacionadas à diminuição dos níveis de testosterona.

 

A seguir estão algumas sugestões e orientações úteis que podem ajudar os homens a serem saudáveis ​​durante a “menopausa masculina”.

Dicas naturais para aliviar os sintomas da andropausa

Exercícios físicos

O exercício físico regular pode ajudar a manter os ossos fortes e prevenir a perda muscular. Além disso, o exercício físico libera endorfinas, substância  responsável por regular a depressão,ansiedade e o humor.

Recomenda-se fazer exercícios físicos pelo menos três vezes por semana. No entanto, é sempre recomendável consultar um profissional para definir um programa de exercícios adequado e saudável.

Dieta saudável

A alimentação saudável é fundamental para a qualidade de vida e saúde nesse período.

Isso não é difícil. Uma dieta rica em proteínas e fibras e pobre em gordura é o ideal. Por exemplo, coma frutas, vegetais, feijão e grãos.

Nesta fase da vida de um homem, é sempre bom consultar um profissional sobre uma alimentação balanceada.

Minerais

Os minerais são tão importantes quanto uma dieta saudável. Isso ocorre porque eles minimizam o risco e são a fonte de muitas das necessidades dos homens na andropausa.

Por exemplo, o zinco ajuda a equilibrar os níveis hormonais. O magnésio pode prevenir doenças cardiovasculares. Portanto, é possível consumir alimentos com essas e outras vitaminas.

O zinco é encontrado na carne bovina magra, peito de peru, semente de abóbora, amêndoas, castanha-do-pará, carne de frango e nas ostras (a maior fonte).

Boas fontes de magnésio são queijo branco, aveia, frutos do mar, bife de fígado, avelã.

Essas e outras vitaminas também podem ser consumidas em cápsulas. Porém, nesse caso, é necessário há orientação do profissional.

Ginkgo biloba

Esta também é uma boa escolha para a andropausa. Esta erva pode estimular a circulação sanguínea. Também ajuda a prevenir a disfunção erétil, que é a impotência sexual. Mas, por favor, observe: Ginkgo biloba é um estimulante. Portanto, é melhor obter autorização de um profissional.

Sinal vermelho para o excesso de álcool

Bebidas alcoólicas em excesso tendem a reduzir ainda mais os níveis de testosterona. Portanto, é recomendado evitar excessos e até o consumo. Além disso, vale ressaltar que o álcool pode causar ganho de peso, doenças cardíacas, diabetes, etc.

Busque ajuda, se precisar

E é muito importante valorizar o bem-estar emocional – especialmente durante a fase de andropausa. Brincar e ter autoconsciência são formas muito eficazes de manter uma boa saúde mental e sobreviver a essa fase da vida. No entanto, se você achar necessário, peça apoio e ajuda de especialistas na área.

Lazer na andropausa é fundamental!

Não negligencie o lazer. Além de exercícios físicos e apoio, por exemplo, dedique-se a um hobby. Além disso, aprender coisas novas, visitar novos lugares e viajar beneficiará sua saúde em geral.

Em qualquer caso, reserve um momento para fazer algo que o deixe feliz. Portanto, a depressão e a ansiedade, dois sintomas comuns em homens que estão na andropausa, são evitados.

Dicas extras naturais extras para a “menopausa masculina”

Além dessas dicas básicas para pessoas com Andropausa, observe as seguintes dicas:

  • Visite seu médico pelo menos uma vez por ano. A observação profissional é importante para ajudar a detectar sintomas, realizar testes e prevenir doenças associadas à andropausa.
  • É sempre importante se manter hidratado. O homem deve beber pelo menos dois litros de água por dia. Sucos naturais sem açúcar ou chá também são bem-vindos.
  • Evite fumar. Fumar não faz bem a ninguém. No entanto, para quem está na andropausa, o tabaco pode ser ainda pior, pois promove problemas cardíacos e vasculares.
  • No caso de pele e cabelos secos, seja cuidadoso e vaidoso. Os homens também devem cuidar dos cabelos e da pele, sempre lavando e hidratando. Usar produtos naturais para isso é ainda melhor!
  • A alopecia pode ocorrer na andropausa. Portanto, se a queda de cabelo for um problema grave, vale a pena procurar a ajuda de um especialista, como um dermatologista.
  • Nunca tome hormônios sozinho. Alguns estudos indicam reposição hormonal. No entanto, isso pode ser muito perigoso. Os hormônios só podem ser consumidos sob supervisão médica. Além disso, nem sempre são necessários para aliviar e tratar os sintomas e desconforto da andropausa.