AstraZeneca afirma que o coquetel anti-Covid-19 pode reduzir o risco de casos graves e morte

0
7

Testado em 96 países o Medicamento AZD7442 diminuiu probabilidade de quadro grave da doença em 50%.

O teste também está sendo conduzido na República Tcheca, Alemanha, Hungria, Itália, Japão, México, Polônia, Federação Russa, Espanha, Ucrânia, Reino Unido e Estados Unidos.

Segundo informações de uma empresa farmacêutica britânica, uma mistura de anticorpos contra Covid-19 desenvolvida pela AstraZeneca Laboratories apresentou resultados em testes clínicos em voluntários por ser considerada “positivos de alto nível”.

enfermeira-farmaceutica-explicando-ao-medico-o-desenvolvimento-da-vacina-em-um-laboratorio-moderno_482257-5636 AstraZeneca afirma que o coquetel anti-Covid-19 pode reduzir o risco de casos graves e morte
Créditos da imagem Freepik

Dos 903 voluntários inscritos, 90% eram pessoas com alto risco de progredir para Covid-19 grave, incluindo pacientes com comorbidades.

Em estudos desse grupo, a probabilidade de desenvolver uma doença grave ou morrer de Covid-19 cai em 50% em pelo menos sete dias.

“Com casos contínuos de infecções graves por COVID-19 em todo o mundo, há uma necessidade significativa de novas terapias como o AZD7442 que podem ser usadas para proteger populações vulneráveis de obter COVID-19 e podem ajudar a prevenir a progressão para doença grave.”disse Hugh Montgomery, professor de medicina da University College London e principal investigador da droga na Astrazeneca.

O risco de agravamento da doença foi reduzido em 67% quando o medicamento foi administrado no início da doença,apresentou o resultado do mesmo estudo, em participantes que receberam o tratamento dentro de cinco dias do início dos sintomas.

veja mais:

Este coquetel é o primeiro tratamento que atingiu o estágio de teste em humanos para se mostrar eficaz contra Covid-19. A AstraZeneca também afirmou no relatório que irá discutir os dados da pesquisa com as autoridades de saúde.

Em 5 de outubro, a AstraZeneca apresentou uma solicitação à Food and Drug Administration (FDA), a agência dos EUA responsável pela supervisão das indústrias farmacêutica e alimentícia, para autorizar a injeção de AZD7442 para prevenção de COVID-19 em caráter emergencial.

No Brasil, a Fundação Fiocruz, que auxilia na produção da vacina AstraZeneca, ainda não se pronunciou sobre o coquetel.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui