Benefícios do Ômega-3 – Conheça a importância desta gordura!

Autor(a):

O ômega 3 é uma gordura boa com poderoso efeito anti-inflamatório, portanto, além de melhorar a memória e o humor, também pode ser usado para controlar os níveis de colesterol e açúcar no sangue ou prevenir doenças cardiovasculares e cerebrais.

Ele Ajuda a Emagrecer?

Está cientificamente comprovado que ele pode ajudar no processo de emagrecimento.

Uma pesquisa da University of South Austrália descobriu que a combinação desse nutriente com exercícios aeróbicos moderados pode ajudar a estimular a perda de peso.

Durante 12 semanas, os pesquisadores administraram ácidos graxos ômega-3 a um grupo de adultos obesos e realizaram exercícios aeróbicos moderados 3 vezes por semana. Eles compararam os resultados deste grupo com outros grupos que não tomaram e se exercitaram 3 vezes por semana.

O grupo que tomou ômega-3 teve uma perda de peso significativa, principalmente na região abdominal, em comparação com aqueles que não ingeriram esse nutriente e não fizeram exercícios.

Omega-3 ativa as enzimas responsáveis ​​pela queima de gordura e combina exercícios e aumento de oxigênio para aumentar a taxa metabólica, tendo assim um impacto na queima de gordura e perda de peso.

Benefícios para a Saúde

Fonte de omega 3
Créditos da imagem Pixabay

A substância tem um efeito poderoso no processo inflamatório e ajuda a tratar inflamações crônicas como a artrite reumatóide e até a obesidade

  1. Combate a depressão e ansiedade

A depressão é um dos transtornos mentais mais comuns do mundo. Os sintomas incluem tristeza, letargia e perda geral de interesse pela vida.

A ansiedade também é uma doença muito comum caracterizada por preocupação e tensão constantes.

Pessoas que consomem regularmente ácidos graxos ômega-3 têm menos probabilidade de sofrer de depressão, e pessoas com essas doenças podem ter melhora dos sintomas.

  1. Melhora a saúde do olho

O DHA é um ômega-3, um importante componente estrutural do cérebro e da retina do olho; portanto, quando você não recebe DHA suficiente, podem ocorrer sérios problemas de visão.

O consumo equilibrado desse nutriente previne a degeneração macular, principal causa de lesões permanentes nos olhos e cegueira.

  1. Promove a saúde Cerebral

É essencial para o crescimento e desenvolvimento do cérebro fetal.

O DHA representa 40% dos ácidos graxos poliinsaturados no cérebro e 60% na retina do olho.

Portanto, não é surpreendente que crianças que recebem DHA tenham uma visão melhor do que crianças que não recebem esse nutriente.

A ingestão de ômega-3 durante a gravidez traz muitos benefícios para seu filho, incluindo:

  •         Aumento de atividades cerebrais sadias;
  •         Melhor comunicação e habilidades sociais;
  •         Menos problemas comportamentais;
  •         Prevenção de atraso no desenvolvimento;
  •          Prevenção de TDAH, autismo e paralisia cerebral.
  1. Diminui o risco de doenças cardíacas

Ataques e derrames cardíacos são algumas das principais causas de morte em todo o mundo.

Benefícios para a saúde cardíaca incluem:

>> Triglicerídeos: o ômega-3 pode reduzir os triglicerídeos, geralmente na faixa de 15-30%.

>> Pressão arterial: omega-3 pode reduzir os níveis de pressão arterial em pessoas com pressão arterial elevada.

>> HDL-colesterol: Os omega-3 podem elevar os níveis de HDL (o “bom”) colesterol

>> Coágulos de sangue: Esses nutrientes podem ajudar a evitar que as plaquetas grudem umas nas outras. Isso ajuda a prevenir a formação de coágulos sanguíneos prejudiciais.

>> Placa: Ao manter as artérias lisas e sem danos, esse nutriente ajuda a prevenir o estreitamento e o endurecimento da placa pelas artérias.

>> Inflamação: reduz a produção de algumas substâncias que são liberadas durante a reação inflamatória.

  1. Reduz os sintomas de TDAH em crianças

O Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) é um transtorno comportamental caracterizado por desatenção, hiperatividade e impulsividade.

Vários estudos descobriram que crianças com TDAH têm níveis mais baixos de ácidos graxos ômega-3 em comparação com crianças que não têm.

Este nutriente ajuda a reduzir a desatenção e apóia sua capacidade de realizar tarefas. Reduza a hiperatividade, impulsividade e agitação.

  1. Reduz os sintomas da Síndrome Metabólica

A síndrome metabólica é um grupo de condições.

Inclui obesidade (gordura abdominal), pressão alta, resistência à insulina, triglicerídeos altos e níveis baixos de HDL.

É um grande problema de saúde pública porque aumenta o risco de muitas outras doenças, como doenças cardíacas e diabetes.

Os ácidos graxos ômega-3 podem reduzir a resistência à insulina e a inflamação e melhorar os fatores de risco para doenças cardíacas em pacientes com síndrome metabólica.

  1. Combate a inflamação

A inflamação é muito importante. Precisamos dele para combater infecções e reparar danos ao corpo.

No entanto, a inflamação às vezes dura muito tempo, mesmo que não haja infecção ou lesão. Isso é chamado de inflamação crônica (de longo prazo).

É bem sabido que a inflamação de longo prazo pode causar quase todas as doenças crônicas, incluindo doenças cardíacas e câncer.

Esses nutrientes podem reduzir a produção de moléculas e substâncias relacionadas à inflamação, como eicosanóides e citocinas inflamatórias.

Estudos mostram consistentemente que existe uma ligação entre o aumento da ingestão de ômega-3 e a redução da inflamação.

  1. Combate doenças autoimunes

Nas doenças autoimunes, o sistema imunológico confunde células saudáveis ​​com células estranhas e começa a atacá-las.

O diabetes tipo 1 é um bom exemplo. Nessa doença, o sistema imunológico ataca as células produtoras de insulina do pâncreas.

O ômega-3 pode ajudar a combater algumas dessas doenças e é especialmente importante no início da vida.

Estudos demonstraram que a ingestão adequada de ácidos graxos ômega-3 no primeiro ano de vida está relacionada à prevenção de muitas doenças autoimunes, incluindo diabetes tipo 1, diabetes autoimune em adultos e esclerose múltipla.

Omega-3 pode ajudar a tratar o lúpus, a artrite reumatoide, a colite ulcerosa, a doença de Crohn e a psoríase.

No entanto, para prevenir doenças e melhorar a saúde, não coma alimentos ricos em ômega-3.

Você precisa evitar alimentos ricos em farinha industrializados, processados, açucarados e refinados porque eles podem prejudicar sua saúde e causar obesidade e outras doenças.

%d blogueiros gostam disto: