Calvície – Conheça os remédios mais eficazes

Autor(a):

Uma análise dos medicamentos para queda de cabelo masculino minoxidil, finasterida e dutasteride classificou o último como o mais eficaz na superação da perda de cabelo.

As descobertas fazem parte de um estudo publicado na revista Jama Dermatology e de autoria de pesquisadores da instituição canadense.

A doença – tecnicamente chamada de alopecia androgenética – caracteriza-se por atingir a população masculina.

Para uma doença tão comum, há muito pouco tratamento disponível e também temos poucos dados para julgar algo que afeta a vida de muitas pessoas,relata a Alessandra Anzai, dermatologista do Hospital das Clínicas e especialista em tricologia, que não participou do estudo.

Esses três remédios já são aprovados para uso no Brasil e todos são considerados eficazes no tratamento da queda de cabelo. No entanto, reconhece-se que os mecanismos das drogas são diferentes.

De acordo com o artigo, a finasterida e a dutasterida inibem as enzimas associadas à alopecia e, portanto, seus benefícios.

O mecanismo de ação do minoxidil ainda requer mais investigação, pois seus efeitos não são os mesmos das outras duas drogas.

No estudo, os cientistas analisaram 23 artigos publicados anteriormente e consideraram diversas variedades de medicamentos.

Para o minoxidil, foram observadas duas versões para uso tópico e duas para o modelo oral. Quanto à finasterida, foram contabilizadas duas versões e apenas uma de dutasterida, todas na forma oral.

Para verificar os benefícios dos medicamentos, foram levados em consideração os efeitos dos dois períodos de tratamento (24 ou 48 semanas) e a mudança na quantidade de cabelo, que foram divididos em dois tipos: total, que corresponde ao número total de cabelos pelos, ou terminais, observando o crescimento desses ductos, que já são mais espessos e longos.

Dessa forma, o estudo foi capaz de comparar diferenças de medicamentos com base nas combinações das quatro variáveis.

No primeiro caso, levando em consideração 24 semanas de uso da droga e crescimento total do cabelo, o benefício da dutasterida 0,5 mg foi maior. Por outro lado, a forma oral de minoxidil 5mg teve o melhor efeito pelo mesmo tempo e aumento no cabelo final.

Finasterida 5 mg proporcionou o melhor desempenho em 48 semanas de tratamento e analisou o crescimento total do cabelo. A finasterida também é a melhor opção para promover o crescimento dos pelos terminais, mas vem na versão de 1mg.

No final, os pesquisadores chegaram a uma classificação em que 0,5 mg de dutasterida ficou melhor, seguido pelo modelo de 5 mg de finasterida e, em seguida, pela versão oral de 5 mg de minoxidil.

Os autores explicam que uma das hipóteses que explica o sucesso da dutasterida, em relação à finasterida, envolve sua maior inibição de enzimas envolvidas na calvície.

Além disso, a droga no ponto ideal atua em uma segunda enzima, que a finasterida não atua.

No entanto, havia um problema com o estudo: ele não pôde analisar os efeitos do tratamento com dutasterida em 48 semanas, nem seu efeito no eventual crescimento do cabelo em 24 semanas.

Isso aconteceu porque não havia tais dados na meta-análise dos cientistas das 23 publicações consideradas no estudo.

Segundo a pesquisadora, o importante a se considerar é que as pessoas com calvície optem pelo acompanhamento médico adequado porque o problema tem que ser considerado uma doença e é comum misturar medicamentos diferentes. Alcançar melhores resultados – algo não analisado no estudo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: