Cosméticos que podem fazer mal à pele

0
99
Cosméticos que podem fazer mal à pele
kinkate / Pixabay

Cosméticos que podem fazer mal à pele e, inclusive, prejudicar sua saúde,geralmente, são associados ao bem da beleza e da auto-estima, acontece que muitos destes produtos podem fazer mal para nossa saúde, quando em contato com a pelepodem trazer graves problemas.

Você já verificou quais são os ingredientes dos produtos que você usa todos os dias em seu corpo? É importante conhecer alguns dos componentes tóxicos dos cosméticos que podem fazer mal à pele e, inclusive, prejudicar sua saúde em geral.

Confira agora 5 componentes tóxicos dos cosméticos que podem fazer mal à pele

1. Parabenos

Cosméticos que podem ser prejudiciais

Os parabenos são os conservantes adicionados à maioria dos produtos cosméticos, farmacêuticos e industriais. Faz anos que estão sendo realizados estudos para comprovar seus efeitos prejudiciais na pele e sua possível relação com o câncer de mama devido a suas propriedades estrogênicas.

No entanto, ainda faltam evidências para regular seu uso. De fato, alguns estudos especificam que o risco seria significativo se a exposição a essas substâncias químicas fosse diária. No entanto, a presença cada vez mais comum de parabenos em uma ampla gama de produtos, inclusive alimentares, promove esse contato constante.

2. Sulfatos

Entre os diferentes sulfatos, destacamos o laurilsulfato de sódio (SLS), um surfactante habitual que atua como agente de limpeza. No entanto, esse composto penetra na pele e causa ressecamento e irritação cutânea de acordo com a concentração.

Quanto às críticas de sua relação com o câncer, não foram encontradas evidências científicas. Mas também é verdade que faltam estudos de longo prazo sobre os efeitos de sua aplicação contínua sobre a pele.

  • Há alguns sulfatos mais leves que estão sendo aplicados como substitutos menos prejudiciais, como, por exemplo, o laurilsulfato de amônio (ALS) ou o lauriléter sulfato de sódio (SLES).

3. Metais tóxicos dos cosméticos: chumbo

Mulher passando batom

A Administração de Alimentos e Medicamentos dos Estados Unidos (FDA, na sigla em inglês) realizou uma análise para determinar os níveis de chumbo presentes nos batons e em outros cosméticos. Entre os produtos, havia marcas bastante conhecidas.

A partir dessa análise, foi determinada uma quantidade máxima de chumbo nesses produtos e foram tomadas medidas para eliminar aqueles que poderiam se mostrar não seguros para a saúde. A conclusão foi que até 10 ppm de chumbo nesses produtos não representaria um risco significativo. 

No entanto, é preciso destacar que a análise leva em consideração a aplicação externa desses cosméticos. No entanto, no caso dos batons, não é considerada a quantidade que a pessoa ingere de maneira acidental.

4. Triclosan

O triclosan (TCS) é um ingrediente antimicrobiano comum em desodorantes e produtos de limpeza, como os desinfetantes. Em menor medida, também pode estar presente em pastas de dente e enxaguantes bucais.

Esse composto é absorvido com facilidade tanto pela pele quanto pela mucosa. De fato, foi detectado na urina e, inclusive, no leite materno. Sua exposição contínua se relaciona com o aparecimento de alergias, asma, alterações cardiovasculares, problemas endócrinos e reprodutivos e o desenvolvimento de alguns tipos de câncer. 

5. Ftalatos

Cremes também podem conter componentes tóxicos dos cosméticos que podem fazer mal à pele

Os ftalatos são componentes químicos multifuncionais que são utilizados em uma grande variedade de produtos para o consumidor, incluindo produtos cosméticos e de cuidado pessoal, além de produtos para bebês. Além disso, são parte integrante de muitas embalagens plásticas. Por isso, temos contato direto e frequente com eles. 

Os ftalatos estão associados a graves problemas de saúde, como, por exemplo, infertilidade, obesidade, asma, alergias ou câncer de mama. Embora alguns estudos mostrem alterações não significativas, também não levam em consideração como os efeitos evoluiriam em longo prazo, assim como eles mesmos afirmam.

Resumo sobre os componentes tóxicos dos cosméticos

Como pudemos perceber, é difícil encontrar um consenso entre esses estudos, visto que alguns mostram a segurança desses componentes enquanto outros advertem sobre os riscos para a saúde. Em qualquer caso, cada vez estamos mais expostos a esse tipo de substância. Assim, apenas as pesquisas futuras poderão avaliar seus efeitos reais.

Por esse motivo, recomendamos evitar esses componentes tóxicos nos cosméticos sempre que for possível. Muitos deles não são imprescindíveis e podem ser substituídos por outros componentes naturais.