Cuidados com a saúde do coração | Bemaisaúde

Autor(a):

A saúde do coração é fundamental para evitar a maior causa de morte no mundo, as doenças cardiovasculares que, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), são responsáveis por 17 milhões de óbitos a cada ano.

Apesar dos números alarmantes, a saúde do coração está diretamente relacionada aos hábitos de vida, sendo que boa parte delas podem ser prevenidas e evitadas com a adoção de uma vida mais saudável.

6 cuidados com a saúde do coração

Existem diversos cuidados com a saúde do coração que podem ser adotados ao longo da vida. Quanto mais cedo essas boas práticas são iniciadas, melhor será a expectativa de vida da pessoa. Portanto, confira as dicas a seguir!

1. Exercícios físicos

Para obter os ganhos da atividade física não é preciso se transformar em um atleta. A realização de atividades aeróbicas, como caminhada, natação e corrida  — três vezes por semana, por 45 minutos —  já é suficiente para garantir uma melhor qualidade de vida e saúde do coração.

2. Alimentação

Um dos principais influenciadores da saúde cardíaca é a alimentação. São diversos os hábitos saudáveis que podem ser adotados, como:

  • reduzir o consumo de sal;
  • controlar o consumo de açúcar e doces;
  • dar preferência para carnes magras;
  • ter mais vegetais na dieta;
  • inserir gorduras saudáveis na dieta, como azeite de oliva, peixes e vinho (moderadamente).

Com esses hábitos alimentares o paciente reduz o colesterol ruim e diminui as chances de desenvolver hipertensão arterial.

Confira mais sobre: 5 alimentos que afetam o coração

3. Evitar o tabaco

O tabaco é um dos principais vilões da saúde cardíaca. Quando a pessoa para de fumar ela reduz imediatamente as chances de morte devido às doenças do coração. Parando de fumar até os 35 anos, em cinco anos a pessoa tem a mesma expectativa de vida de alguém de nunca fumou.

4. Evitar o consumo excessivo de álcool

O álcool também é um dos vilões do coração. Se o consumo moderado de vinho pode ser benéfico, o consumo de outras bebidas com alta frequência pode comprometer os demais esforços pela saúde do coração.

5. Reduza o estresse

O estresse está associado à elevação do colesterol que pode resultar na hipertensão e obstruir as veias do coração. Portanto, adotar uma rotina menos estressante e investir em exercícios de relaxamento, como yoga e meditação, são ações benéficas à saúde do coração.

6. Durma bem

Dormir bem é fundamental à saúde, incluindo a cardíaca. Destaca-se que a presença de apneia obstrutiva do sono, que prejudica a qualidade do repouso, é associada à hipertensão, que aumenta as chances de doenças do coração.

Ao adotar esses bons hábitos é possível reduzir as chances de ter as principais doenças cardíacas, como hipertensão, cardiopatia isquêmica, insuficiência cardíaca, infarto, AVC ou angina do peito.

Quando começar a ir ao cardiologista?

Myriams-Fotos / Pixabay

Os sintomas das doenças cardíacas incluem falta de ar, dor no peito e cansaço fácil, no entanto, as consultas anuais ao cardiologista devem ter início antes desse quadro se apresentar.

A recomendação é que pacientes sem histórico de problemas no coração comecem a ir ao cardiologista anualmente a partir dos 45 anos no caso dos homens e dos 50 anos entre as mulheres.

Já se o paciente apresentar histórico de problemas cardíacos, a recomendação é aos 30 anos para os homens e aos 40 para as mulheres.

A realização anual dos exames cardíacos é um dos cuidados para garantir a saúde do coração, mas deve ser associada aos bons hábitos apresentados acima.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: