Doenças auditivas – Conheça as 6 principais

Doenças auditivas tem causas comuns a exposição a ruídos altos, lesões no pescoço e na cabeça, excesso de cera de ouvido ou efeitos colaterais de medicamentos.

A audição é um dos sentidos do corpo humano mais utilizado para se comunicar e desenvolver habilidades, por isso é importante entender como evitar os distúrbios auditivos e todas as suas consequências.

Como os problemas de ouvido podem ser diagnosticados a qualquer momento da vida, eles podem ser evitados a longo prazo, portanto, é importante criar bons hábitos.

Além disso, é importante entender quais são as principais doenças e suas causas.

Conheça as 6 principais abaixo.

Otite

Pode ser causada por infecções, fungos, vírus, bactérias ou, por causa de alergias, a otite é uma inflamação de uma das áreas do ouvido – externa, média e / ou interna. Esta doença pode afetar pessoas de diferentes faixas etárias e seus principais sintomas são:

  • Dores fortes de ouvido;
  • Tímpano avermelhado;
  • Eliminação de pus por infecção

A otite média é dividida em cinco tipos, que são:

1. Otite externa

A otite externa é caracterizada por afetar as orelhas e os ouvidos externos. Esse tipo geralmente é causado por fungos e bactérias que invadem a pele ou umidade excessiva nas orelhas, como não ficarem secas após o banho.

Além disso, tenha cuidado ao usar itens que podem penetrar no tímpano, como cotonetes.

2. Otite média

Como o nome sugere, esse tipo atinge o nível médio da orelha que se conecta ao nariz.

Por esse motivo, pode aparecer logo após resfriados, gripes ou infecções de garganta.

Por ser bastante comum em crianças e adolescentes, pode afetar pessoas de todas as idades.

3. Otite interna

A inflamação mais grave do ouvido interno atinge a parte mais profunda do ouvido, onde estão o labirinto e a cóclea, responsáveis ​​pelo equilíbrio e pela audição.

O principal motivo é a irritação e inflamação do ouvido interno.Além disso, após a otite interna, as pessoas podem começar a sofrer de labirintite, pois, neste caso, o labirinto é um dos mais afetados.

4. Otite crônica

Neste caso, devido a perfuração da membrana timpânica ou determinada disfunção auditiva, a infecção e os sintomas durarão mais de 4 semanas, e o acúmulo de pus causará muita dor.

É necessário procurar imediatamente um especialista para prescrever o plano de tratamento mais adequado.

5. Otite aguda

Se for otite média aguda, os sintomas não durarão duas semanas e, se ocorrer mais de quatro vezes em um ano, é considerada otite média recorrente.

Isso ocorre porque há um acúmulo de líquido nos ouvidos, e a drenagem é natural, o que pode causar novas infecções.

Tratamento da otite

Para o tratamento da otite média, o diagnóstico correto deve ser buscado por um otorrinolaringologista.

Em geral, nos casos mais simples, está indicado o tratamento farmacológico com auxílio de analgésicos, antiinflamatórios e antibióticos.

Em casos mais graves, o seu medico pode sugerir o uso de aparelhos auditivos ou exames frequentes.

Meniére

Crianças e adolescentes podem sofrer desta doença, mas é mais comum em adultos entre 20 e 50 anos de idade.

Não há cura para a menière, mas um médico especialista pode prescrever tratamentos alternativos para a doença e seus sintomas.

Os sintomas dela são:

  • vertigens e tonturas;
  • perda de equilíbrio;
  • fortes zumbidos;
  • diminuição ou perda total da audição;
  • sensação de pressão no ouvido.

A principal causa dessa síndrome é o acúmulo excessivo de líquidos nos ouvidos, que pode ser causado por diversos fatores. Portanto, uma vez que os sintomas são descobertos, é importante consultar um otorrinolaringologista imediatamente.

Ototoxicidade

Esta doença é caracterizada por perda parcial ou total da audição devido a danos no ouvido interno, que é mais frequentemente causado por drogas e produtos químicos.

A perda pode afetar uma ou ambas as orelhas ao mesmo tempo e pode ser temporária ou permanente.

O tratamento mais adequado é reduzir a dose do medicamento ou, quando possível, interromper o uso do medicamento.

Otosclerose

A otoesclerose é o resultado do crescimento ósseo excessivo que interfere na transmissão de sons e vibrações do ouvido médio para o interno.

Essa doença é comum em mulheres entre 20 e 30 anos, mas essa não é a regra. O principal motivo é a história da família.

É importante atentar para os principais sintomas associados à perda auditiva progressiva, que podem levar à surdez total.

Tinnitus

O tinnitus mais conhecido como zumbido, que é o aparecimento de sons incômodos nos ouvidos, que podem ser causados ​​por diversos fatores, como o consumo excessivo de açúcar ou de fones de ouvido.

Esse tipo de zumbido pode ocorrer de um lado ou dos dois, além disso, pode não ser possível distinguir um lado, ou seja, quando o zumbido geralmente ocorre na cabeça.

Embora não seja um indicador de doença grave, ao notar o zumbido por mais de uma semana, deve-se procurar profissionais que possam fazer um diagnóstico preciso e, portanto, tomar um tratamento decisivo.

Neuroma do acústico

O neuroma auditivo é um tumor benigno, ou seja, sem o câncer que está presente no ouvido interno.

Os sintomas podem ser muito simples e não perturbadores, por isso é importante prestar atenção.

O primeiro sinal que pode aparecer é perda auditiva parcial em um ouvido, acompanhada de zumbido. Outros sinais que podem estar relacionados são tonturas e perda de equilíbrio.

Aprenda como prevenir problemas auditivos

Desde que as doenças não sejam genéticas ou hereditárias, existem maneiras de evitá-las. Em geral, o cuidado está diretamente relacionado ao ouvido, sendo alguns dos principais:

  • use fones de ouvidos com cautela;
  • evite sons altos por longos períodos;
  • trate infecções da forma correta;
  • evite o uso de objetos pontiagudos no ouvido;
  • consulte um especialista com frequência

Tenha sempre atenção

Agora que você sabe quais são os principais distúrbios auditivos, suas causas e sintomas, é importante ter cuidado para evitar problemas de longo prazo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: