Gordura no fígado

Gordura no fígado: Como tratar em casa

Se você tem gordura no fígado, pode tratar o problema em casa. Neste artigo, você verá como fazer esse tratamento caseiro, o que são esses remédios naturais e como prepará-los. Aproveite e veja o que causa a gordura hepática, quais são os sintomas, como se faz esse diagnóstico e descubra se a doença é grave. Siga abaixo!

Usar remédios caseiros e remédios naturais para tratar a gordura do fígado é mais fácil do que parece. Esse problema pode ter sintomas silenciosos, que podem ser revertidos por mudanças na dieta e nos hábitos de vida. A terapia caseira para eliminar a gordura do fígado requer exercícios físicos, uma dieta saudável e remédios caseiros simples.

O acúmulo de gordura do fígado é uma doença hepática, também conhecida como esteatose hepática, que se caracteriza pelo excesso de gordura no interior das células do fígado.

Ainda assim, de acordo com o especialista, o excesso de gordura nas células do fígado não apresenta nenhum sintoma visível na fase inicial. Mas pode levar à cirrose do fígado em seu estágio mais avançado e aumentar o risco de câncer de órgãos. Essas doenças são graves e podem ser fatais.

Pesquisas estimam que cerca de 20% a 30% da população mundial sofra desse problema. Por isso, descubra como evitar e tratar o excesso de gordura do fígado utilizando remédios e tratamentos caseiros e naturais.

Como faço para tratar gordura no fígado em casa?

Para tratar a gordura do fígado, basta seguir um estilo de vida saudável e uma dieta de baixa caloria. Essa é a base da terapia familiar para esse problema. No entanto, sabemos que você está aqui para encontrar um remédio natural para se livrar do problema e reduzir possíveis sintomas.

Deve-se observar primeiro que não existe uma maneira direta de queimar gordura. Se existisse, ninguém precisaria fazer dieta ou ir à academia. Além de perder peso de forma saudável, é imprescindível se dedicar à queima do excesso de gordura no fígado.

Veja também: 10 chás para eliminar gordura no fígado

Para eliminar a gordura das células do fígado e restaurar a saúde deste importante órgão, siga estas recomendações:

  • Siga uma dieta saudável e pouco calórica
  • Pratique exercício(s) físico
  • Tome diariamente chá de cardo-mariano
  • Beba o suchá depurativo
  • Insira suco de melão com hortelã na dieta
  • Evite carnes gordurosas, frituras e massas
  • Adicione hortelã nos seus sucos e não use açúcar
  • Não consuma receitas que levem óleos, azeites e gorduras
  • Diminua ou cesse o consumo de açúcar

De acordo com essas instruções, o acumulo de gordura no fígado diminuirá em pouco tempo. É altamente recomendável usar as receitas mencionadas na lista (veja o método de preparação no tópico abaixo), pois elas irão beneficiar o fígado. Ao mesmo tempo, se você suspeitar de esteatose hepática, consulte um médico.

Como preparar remédios caseiros para gordura no fígado

Descubra quais são os remédios naturais e caseiros mais eficazes para eliminar a gordura do fígado. As receitas abaixo foram extraídas de conteúdos compilados por especialistas como o biólogo Daniel Forjaz, e de livros como “1.001 Remédios Caseiros” da Reader’s Digest.

Receita de chá de cardo mariano

O chá de cardo pode proteger o fígado de muitas doenças. É sempre a primeira escolha natural no combate às doenças hepáticas (como excesso de gordura, cirrose ou hepatite).

Ferva meio litro de água limpa. Quando chegar ao ponto de ebulição, adicione duas colheres de sopa de folhas de cardo e desligue o fogo. Tampe a panela por cinco minutos. Em seguida, retire as folhas e beba ainda morno.

Mas lembre-se, não adicione açúcar a este chá. Idealmente, você deve beber sem quaisquer aditivos. Se você adicionar algo, os efeitos podem não ser os esperados.

Receita do suchá depurativo para o fígado

Combine maçã, linhaça, limão, couve e carqueja para fazer esta receita de limpeza, misture todos os ingredientes no liquidificador. Você vai precisar de uma maçã cortada (sem sementes), uma folha de couve, suco de limão fresco, uma colher (sopa) de linhaça e uma xícara (chá) de carqueja. Beba imediatamente. Você não precisa coar a mistura.

Sabe-se que tanto a maçã quanto o limão são frutas com altas propriedades de limpeza do fígado, o que ajuda a desinfetar e fortalecer a função desse órgão.

O chá de carqueja tem efeitos antioxidantes, diuréticos e hepatoprotetores. Em outras palavras, pode proteger e estimular o fígado. Para preparar, adicione uma colher de sopa de carqueja a um copo de água fervente. Espere cinco minutos,coe e tome o chá.

A couve é rica em magnésio, o que facilita as reações químicas produzidas pelo fígado. Da mesma forma, a linhaça é rica em nutrientes que estimulam a atividade de diversos órgãos, inclusive o fígado.

Beba este suco uma vez por dia enquanto segue uma dieta saudável de baixa caloria. Você pode substituir a couve por outros vegetais folhosos com um tom verde escuro.

Receita do suco de melão com hortelã

O melão é uma das frutas mais conhecidas para quem quer eliminar a gordura, é altamente recomendável usar este suco para eliminar a gordura do fígado. Para esta receita, corte o melão em pedaços grandes e coloque no liquidificador (sem casca). Em seguida, adicione duas folhas de hortelã e bata tudo. O melão deve soltar a água e torná-la fluida, mas adicione um pouco de água fria se preferir.

A hortelã é boa para o fígado, pois ajuda a metabolizar a gordura. Além disso, é uma erva de alta digestão que ajuda o corpo a reduzir o peso e reduz a absorção de gordura após as refeições.

O melão é uma das frutas mais famosas para quem busca eliminar gorduras. É doce, mas com poucas calorias. É recomendado para perda de peso e eliminação de toxinas do corpo.

Sintomas de gordura no fígado

Embora não apresente sintomas nas fases iniciais, nesta fase é mais fácil tratar o problema e livrar-se dele. Os sintomas de gordura do fígado começam a aparecer a partir do segundo grau do problema. Confira os principais sintomas:

  • Fezes claras
  • Cansaço
  • Barriga inchada
  • Dor no lado direito do abdômen
  • Pele amarelada
  • Vômito
  • Náusea
  • Dor de cabeça

Tal como acontece com a hepatite, as alterações no fígado também podem causar olhos amarelos. Outro ponto importante a saber é que, quando seu fígado tem muita gordura, você também corre o risco de desenvolver cirrose e câncer de fígado.

O que causa esse problema?

Existem dois tipos de esteatose hepática (gordura no fígado): alcoólica e não alcoólica. Elas são um problema só, mas com origens diferentes. Entenda:

Como o nome sugere, a esteatose alcoólica é o resultado do consumo excessivo de álcool. Além de causar excesso de gordura, esse problema de fígado também aumenta muito o risco de cirrose.

A gordura do fígado não causada pelo excesso de álcool pode ser o resultado de outros problemas e hábitos diários. Esses são fatores de risco como diabetes, excesso de peso, falta de exercícios, hábitos alimentares inadequados, pressão alta, níveis elevados de colesterol e triglicerídeos, gravidez e perda súbita de peso.

Também é importante lembrar que você não precisa estar acima do peso para ter gordura no fígado. Por várias razões, as pessoas magras também sofrem deste problema. Portanto, se esse problema for diagnosticado, todos devem estar atentos à prevenção e ao tratamento.

Gordura no fígado é algo perigoso?

Sim, mas apenas em um estágio mais avançado. Quando a doença atinge um nível alto (Grau 3), o paciente pode desenvolver cirrose. Este é o mesmo problema para pessoas que bebem excessivamente por muito tempo. A doença pode exigir um transplante de fígado ou causar a morte.

O mais importante é deixar claro que o fígado é responsável por pelo menos 500 funções básicas para que o corpo funcione normalmente. É por isso que permanecer saudável é essencial para uma vida saudável.

Além disso, como o nível de gordura enfraquece o fígado, o risco de câncer de fígado aumenta. Esta doença é agressiva e pode ser morta. Portanto, embora seu estágio inicial seja comum, não deixe esse problema persistir. Os resultados podem ser sérios.

Como um órgão importante, cuidar dele é muito importante. A gordura é o problema mais comum que afeta o fígado. Não deixe que se acumule, e pode causar problemas no futuro. Quanto mais gordo e mais velho, mais difícil é tratar o problema.

É preciso fazer dieta para tratar gordura no fígado?

Sim, uma alimentação balanceada não aumenta o teor de gordura das células do fígado é uma das condições mais necessárias para tratar esse problema. Os alimentos são a principal fonte de gordura do fígado.

Tal como acontece com a redução normal de gordura, para perder peso, é imperativo seguir uma dieta com baixo teor de gordura e calorias para eliminar a gordura do fígado. Dessa forma, o corpo tenta usar a gordura armazenada no fígado como forma de energia.

Além disso, faça exercícios para acelerar o metabolismo e se livrar da gordura do fígado mais rapidamente. Correr, caminhar, nadar, andar de bicicleta e dançar são os mais adequados.

O que é gordura no fígado grau 2?

Poucas pessoas sabem, mas existem três graus de gordura no fígado. Normalmente, os sintomas começam a aparecer no grau 2. A cada grau, a porcentagem de gordura corporal é diferente e apresenta um risco à saúde diferente. Entenda:

  • Esteatose hepática grau 1: Baixo percentual de gordura do fígado. Este é o tipo mais comum. Não existem sintomas ou perigos. Normalmente é diagnosticado quando o paciente é submetido a vários exames.
  • Esteatose hepática grau 2: Uma porcentagem moderada de gordura do fígado. Os sintomas já podem aparecer nesta fase. Nesse nível, o paciente deve começar a tratar o problema por meio de dieta, exercícios e acompanhamento médico.
  • Esteatose hepática grau 3: A proporção de gordura do fígado é alta. Sintomas óbvios e fortes. Como o tratamento é difícil e requer tratamento de longo prazo, o acompanhamento médico é necessário. Há uma chance de desenvolver cirrose hepática e câncer de fígado.

Quais exames detectam a gordura no fígado?

Os testes AST ou ALT (também conhecidos como TGP e TGO) são os principais testes capazes de detectar o problema do fígado gorduroso. Os exames de sangue podem detectar problemas hepáticos.

Embora a maior parte do diagnóstico de gordura do fígado ocorra durante testes que não estão relacionados ao fígado. Isso significa que a maioria dos pacientes encontra o problema ao pesquisar outras doenças.

O que fazer após o diagnóstico de gordura no fígado

Procure tratamentos para a gordura do fígado logo após o diagnóstico do problema. Quanto mais cedo você fizer isso e quanto mais baixo for o seu nível de gordura, mais fácil e rápido será o tratamento da doença. Aposte em remédios caseiros / remédios naturais, mas consulte também o seu médico.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: