meningite

MENINGITE MENINGOCÓCICA

A meningite meningocócica, também conhecida como doença meningocócica, é uma das formas mais graves de meningite bacteriana e pode causar a morte em 24 horas.

A meningite é a inflamação das meninges, as membranas que envolvem o cérebro e a medula espinhal. Pode ser causada por vírus e bactérias ou, menos comumente, por fungos, parasitas, medicação e tumores.

A transmissão da doença meningocócica ocorre através de gotículas ou secreções do nariz e garganta de pessoas contaminadas com a bactéria, ou seja, é necessário o contato e a convivência no mesmo ambiente. Algumas pessoas podem carregar e transmitir bactérias sem doença.

 SINAIS E SINTOMAS

Um dos maiores perigos no diagnóstico da meningite meningocócica é que seus sintomas e sinais iniciais podem ser confundidos com uma gripe ou dengue muito forte, e a doença já está avançada ao diagnóstico.

Uma pessoa infectada apresenta os seguintes sintomas e sinais:

A doença atinge um estágio grave dentro de 24 a 48 horas e geralmente é fatal. Portanto, se notar algum sintoma ou sinal, dirija-se imediatamente ao hospital.

DIAGNÓSTICO DA DOENÇA 

A suspeita inicial é despertada pela história e condição clínica da pessoa. Com base nisso, seu médico pedirá que  colete amostras de sangue e fluidos da medula espinhal para confirmar se você tem a doença e de que tipo é. A identificação é importante para que seu médico saiba como tratar a infecção.

A MENINGITE MENINGOCÓCICA TEM CURA?

Devido à sua rápida evolução, a meningite meningocócica é imprevisível. Isso ocorre porque as bactérias se multiplicam rapidamente e, quando entram na corrente sanguínea, o corpo produz uma inflamação muito forte, e a pressão cai de repente, causando um choque.

Quanto mais cedo você receber tratamento no hospital, maiores serão suas chances de cura. No entanto, 11 a 19 por cento dos sobreviventes apresentam sequelas, incluindo perda auditiva, amputações, alterações neurológicas e cicatrizes na pele.

VACINAÇÃO É A MELHOR FORMA DE PREVENIR A MENINGITE MENINGOCÓCICA

Redes privadas – As vacinas estão disponíveis para os tipos A, B, C, W e Y da meningite meningocócica.

Rede pública – A vacina disponível é a meningococo C conjugada.

Dosagem – em duas doses, a primeira aos 3 meses, a segunda aos 5 meses, mais um reforço de 12 meses.

Outros grupos com direito à vacina nas redes públicas incluem adolescentes, pessoas que não têm mais baço, pessoas com anemia falciforme, talassemia ou hepatite crônica e pessoas com HIV/AIDS.

DIFERENÇAS ENTRE A MENINGITE MENINGOCÓCICA E OUTROS TIPOS DE MENINGITE

A meningite meningocócica é um dos tipos de meningite causada por bactérias. No entanto, embora seja altamente letal, os outros são moderadamente letais.

Os tipos de meningite causadas por vírus, fungos e parasitas apresentam menor taxa de letalidade.

Sintomas e sinais comuns a todos os tipos de meningite Sinais e sintomas específicos da meningite meningocócica
  • Febre;
  • Rigidez na nuca;
  • Dor de cabeça;
  • Mal estar;
  • Náusea e vômito;
  • Confusão mental;
  • Sensibilidade à luz.
  • Dores intensas nos músculos, articulações, peito ou barriga;
  • manchas vermelhas na pele, parecidas com picadas;
  • respiração rápida;
  • calafrios.

REFERÊNCIAS

https://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/saude/vigilancia_em_saude/doencas_e_agravos/meningite/index.php?p=6275. Acesso em: 14 fev 2022.

https://www.sbp.com.br/fileadmin/user_upload/publicacoes/Folheto_Meningite_Fasciculo3_111115.pdf. Acesso em: 14 fev 2022

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: