O novo coronavírus a lesões na retina

O novo coronavírus a lesões na retina

O novo coronavírus a lesões na retina é o que mostra um estudo pioneiro no Brasil, o novo coronavírus (SARS-COV-2) que causa o coronavírus COVID-19 pode causar danos à retina.
Este trabalho é o primeiro do mundo a mostrar alterações oculares na área da retina e foi publicado em 12/05/2020. É a primeira vez que esse tipo de lesão é descrito no olho humano e não foi observado em modelos animais até então.
A infecção com o novo coronavírus (SARS-COV-2) pode causar danos anatômicos na retina, mesmo em casos mais leves, a internação na UTI não é necessária. Não está claro se isso causará perda ou perda de visão.
Os resultados preliminares foram publicados na revista médica inglesa “The Lancet” na terça-feira (12 de maio de 2020), resultado de uma pesquisa do famoso Instituto de Visão e Oftalmologia Unifesp (Universidade de São Paulo).
Foi demonstrado anteriormente que a doença de COVID-19 (Coronavírus 2019) não afeta apenas as alterações oftálmicas relacionadas a doenças oculares externas, como a conjuntivite, mas também afeta diferentes partes do corpo.
A tomografia de coerência óptica (OCT) é uma técnica de imagem não invasiva usada neste estudo.Além de muitas infecções virais, também pode ser usada para provar doenças sistêmicas (como diabetes, doença de Parkinson e doença de Alzheimer) ) Alterações subclínicas na retina. O teste não causa dor e pode ser realizado em pouco tempo.
O protocolo de pesquisa foi aprovado pelo comitê de ética do conselho de revisão institucional da INVIRARE Pesquisa Clínica Auditoria e Consultoria.
Segundo relatos, a retina e o OUTUBRO de 12 adultos (seis homens e seis mulheres, com idades entre 25 e 69 anos) foram examinados 11 a 33 dias após o início dos sintomas do COVID-19. Todos os pacientes desenvolveram febre, fadiga e dificuldade em respirar (falta de ar), e 11 pacientes sofreram de insônia (paladar insuficiente ou comprometido e incapacidade de cheirar).
Dois pacientes foram admitidos no hospital, mas nenhum necessitou de cuidados intensivos. Nove pacientes são médicos e dois são profissionais de saúde. Todos os parâmetros sanguíneos estavam normais no momento da avaliação oftalmológica. Nove pacientes testaram positivo para SARS-CoV-2 por PCR, enquanto dois pacientes testaram positivo para anticorpo COVID-19.
Todos os pacientes tiveram retinopatia e quatro pacientes também viram manchas semelhantes a algodão e micróbios durante o exame do fundo.
Todos os olhos tinham visão normal e reflexos pupilares, e não foram detectados sintomas ou sinais de inflamação intra-ocular.
Este é o primeiro relatório de achados da retina que podem estar relacionados à infecção humana por COVID-19. Esses achados podem estar relacionados ao desempenho do SNC (Sistema Nervoso Central) descrito em estudos com animais e eventos neurais do COVID-19.
Como princípio norteador para os pacientes, podemos informar que os dispositivos da OCT e os testes correspondentes estão disponíveis no grupo H. Olhos, recomendamos que os pacientes submetidos ao COVID-19 sejam submetidos a uma avaliação e análise oftalmológica pela equipe de retina. PAM da retina e OCT posterior.
%d blogueiros gostam disto: