O que é fadiga menstrual e como lidar com isso?

Um dos sinais pré-menstruais que podem ser mantidos durante todo o ciclo menstrual é a fadiga menstrual. Essa sensação é mais comum do que você imagina, e pode servir como um alerta de algum desequilíbrio no organismo.

Se você ficar exausto depois de muito pouco exercício e notar uma queda na energia,  mau humor. Felizmente, pode ser reparado.

A fadiga menstrual e suas causas

O que é fadiga menstrual e como lidar com isso?
Reduza a fadiga menstrual cuidando de sua dieta e do número de horas que você descansa por dia.

A fadiga menstrual faz parte do que a síndrome pré-menstrual define como TPM, “um grupo de sintomas que se desenvolve uma ou duas semanas antes da menstruação”.

Durante esta fase, é mais provável que você sinta ansiedade, irritabilidade, alterações de humor, dores de cabeça, inchaço e fraqueza. A gravidade dos sintomas aumenta com a temperatura ambiente.

À medida que o ciclo progride, a sensação diminuirá gradualmente até que a fadiga desapareça. O motivo está relacionado aos seguintes fatores.

  • Hormônios: Alterações no estrogênio e na progesterona afetam muito a fadiga. As fases folicular e ovulatória requerem suporte energético e hormonal, mas devido ao desequilíbrio, você pode se sentir fatigado.
  • Deficiência de ferro: A revista MPG afirma que a deficiência de ferro pode causar fadiga, palpitações cardíacas e tonturas. Além disso, você pode experimentar menorragia ou anemia por deficiência de ferro devido à falta de ferritina.
  • Cólicas: Durante esse tempo, os fatores inflamatórios que se misturam com os hormônios para desencadear os espasmos são amplificados. A intensidade da dor às vezes pode causar fraqueza e tontura.
  • Açúcar: Durante a menstruação, pode fazer com que você coma mais doces do que o habitual. Por uma fração de segundo, você sente uma onda de energia, mas uma vez que passa, a fadiga toma conta. A única solução que você encontrará é satisfazer um novo desejo e entrar em um círculo vicioso.

Como aliviar a fadiga menstrual?

Durante a menstruação, pode fazer com que você coma mais doces do que o habitual. Por uma fração de segundo, você sente uma onda de energia, mas uma vez que passa, a fadiga toma conta. A única solução que você encontrará é satisfazer um novo desejo e entrar em um círculo vicioso.

1. Dieta adequada

Melhorar os hábitos alimentares e respeitar os horários das refeições. Escolha lanches que não causem baixa de açúcar no sangue. Inclua vegetais e legumes em sua dieta, além de alimentos à base de proteínas, especialmente como lanche quando estiver fora de casa. Outra sugestão são alimentos como espinafre para combater a deficiência de ferro.

Da mesma forma, evitar grandes refeições pode prevenir a fadiga menstrual. Embora deixem mais espaço entre as refeições, o corpo utiliza toda a sua energia para a digestão, o que pode levar ao cansaço.

2. Acompanhe o ciclo

Use a tecnologia e instale um aplicativo no seu celular para rastrear sua menstruação. Esses sistemas anunciam cólicas menstruais, marcando as datas de início e término do ciclo. Eles também permitem que você registre os níveis de humor e energia.

Todas essas informações ajudam a construir padrões corporais antes e durante a menstruação, o que pode ajudar a prever os sintomas e controlar melhor a fadiga.

3. Exercício

De acordo com um artigo publicado pela NeuroRehab News, o exercício aeróbico traz benefícios para a menstruação, principalmente em termos de dor e qualidade de vida. Ao se exercitar, você abastece seu corpo e libera endorfinas. Caminhadas, ioga ou ciclismo são boas opções.

4. Hidratação

O que é fadiga menstrual e como lidar com isso?
Uma boa hidratação ajuda a aliviar dores de cabeça e outros sintomas pré-menstruais associados à fadiga menstrual.

Desidratação e fadiga andam juntas. Para melhorar essa sensação, experimente beber pelo menos 2 litros de água por dia e depois sair um pouco. Evite refrigerantes, café ou outras bebidas açucaradas, pois isso pode prevenir gases e insônia.

Por outro lado, um estudo publicado pela Universidade de Santiago de Compostela mostrou que o consumo de álcool está associado a um aumento modesto da TPM, cujo sintoma é conhecido como a fadiga.

5. Descanse

Dormir pelo menos 8 horas à noite pode ajudar. Evite telas uma hora antes de dormir.

A Revista da Faculdade de Medicina do México  explica que a síndrome da privação do sono pode ser afetada pelo uso de dispositivos eletrônicos porque a exposição à luz da tela à noite pode interferir nos ritmos circadianos e na produção de melatonina.

O resultado é uma mudança na arquitetura normal do sono e sonolência no dia seguinte. Algumas recomendações adicionais para descansar são:

  • Crie uma hora de dormir. Seja pontual todas as noites;
  • Fique longe do café depois do meio-dia;
  • Use um sistema de proteção menstrual que faça você se sentir segura para que você não fique ciente continuamente do sangue;
  • Reduza o ruído para que o descanso seja eficaz;

6. Relaxe

Cuidar da sua saúde mental é importante para reduzir o peso da fadiga menstrual. Altos níveis de estresse envolvem flutuações hormonais que causam ciclos irregulares, entre outros efeitos. Pratique exercícios de respiração, ioga ou passe algumas horas em um hobby. Essas atividades podem relaxar e aliviar a fadiga menstrual.

Hora de ir ao médico

Tão frequente quanto a fadiga menstrual, se os sintomas físicos vão além da incapacidade, é hora de consultar um ginecologista. A gravidade das sensações pode ser devido à TPM. Esta condição inclui manifestações de grandes problemas médicos, como depressão e ansiedade.

Além disso, existem condições associadas ao desconforto pré-menstrual e menstrual; por exemplo, síndrome dos ovários policísticos, problemas de tireóide e anemia grave.

Confira: Chá de sene faz menstruação descer?

%d blogueiros gostam disto: