Óleo de coco: e seus benefícios para saúde

0
80
Óleo de coco
moho01 / Pixabay

O óleo de coco natural é muito versátil, e pode ser usado como hidratante para o rosto, na máscara do cabelo, na comida para dar sabor e também para incluir em dietas de emagrecimento.

Confira todos os benefícios do óleo de coco

Melhora o metabolismo

Na sua composição, o óleo de coco possui triglicerídeos de cadeia média (MTC). Dessa forma, o corpo acaba funcionando melhor e mais rápido, pois a substância aumenta a quantidade de calorias queimadas.

Protege o corpo contra ação e microrganismos

Quase metade da composição do óleo de coco é formada por ácido graxo láurico. Quando digeridas pelas enzimas presentes no estômago, elas se tornam o monoglicerídeo monolaurina.
Toda essa transformação faz com que o óleo de coco lute contra patógenos nocivos, como bactérias, vírus e fungos. Nesse mesmo contexto, o óleo de coco também combate a placa bacteriana, prevenindo problemas como mau hálito e cáries.

Melhora os níveis de colesterol

O óleo de coco é uma substância que possui um alto índice de gorduras saturadas. Isso faz com que os níveis de colesterol HDL, também conhecido como bom colesterol, sejam aumentados. Consequentemente, o colesterol ruim (LDL) diminui.
Isso implica que o paciente pode prevenir doenças cardiovasculares, como ataques cardíacos. Além disso, o óleo de coco também é bom para a circulação sanguínea e promove a coagulação.

Reduz a gordura abdominal

Para reduzir a gordura localizada na região abdominal, o óleo de coco é um aliado importante. É importante destacar que a gordura nessa região está associada a uma série de doenças relacionadas à má alimentação e inatividade física.

Combate à diabetes

Dietas ricas em triglicerídeos de cadeia média (MTC) protegem o corpo contra a resistência à insulina. Isso reduz o estresse do pâncreas, responsável pela produção de insulina, o que o reduz, o que o torna mais eficiente.

Melhora a função cerebral

O consumo de óleo de coco melhora a função cognitiva, além de prevenir o aparecimento de doenças degenerativas, como a doença de Alzheimer. Entre os sintomas da doença, ênfase na perda de memória, orientação e linguagem.

Faz bem para a pele

Por não apresentar efeitos colaterais, o óleo de coco pode ser usado na pele para prevenir ou tratar problemas. Entre os principais, destacam-se psoríase, eczema e dermatite. Também protege contra ações nocivas dos raios solares.
Esteticamente, o óleo de coco melhora a hidratação da pele, trazendo suavidade e brilho. Por conter propriedades antioxidantes, a substância também evita o envelhecimento precoce.

Ajuda na cicatrização de feridas

O uso de óleo de coco na pele aumenta a produção de colágeno. Isso faz com que a cicatrização de feridas e arranhões seja intensificada. Para fazer isso, basta aplicar o produto diretamente na região afetada.

Minimiza os efeitos da osteoporose

Quando o óleo de coco é inserido corretamente em sua dieta, ele tem o poder de reverter os efeitos da deficiência de estrogênio no organismo, uma característica que vem do avanço da idade. Assim, a estrutura óssea é mantida, o que torna distantes problemas como a osteoporose.

Trata o cabelo

Se você é do tipo de pessoa que faz de tudo para ter cabelos saudáveis ​​e brilhantes, certamente já ouviu falar das propriedades do óleo de coco? É visto como um excelente condicionador natural que regenera os cabelos danificados. Impede a penetração de água nas partículas capilares, reduz a perda de proteínas, deixando o cabelo saudável e hidratado. Não é por acaso que o óleo de coco está presente em vários produtos de cuidados pessoais.

Óleo de coco emagrece?

Esta é uma pergunta muito comum em relação ao uso de óleo de coco. Antes de prosseguir com as informações sobre este ponto, é bom saber que o óleo de coco pode ser usado para ajudar na perda de peso.

 

Óleo de coco protege os fios contra agentes externos

No processo metabólico dos ácidos graxos no fígado, uma substância reduz o desejo de consumir alimentos, especialmente os não saudáveis. Isso faz com que o paciente perca seu apetite mais facilmente.

Sem contar que, quando usado no preparo dos alimentos, esse ingrediente ajuda a deixá-los mais saudáveis.

Veja Também: O óleo de coco no cabelo: como usar, hidratar e benefícios

Como usar o óleo de coco na cozinha

Como já mencionado, o óleo de coco pode ser usado livremente na cozinha, especialmente como substituto do óleo de cozinha comum. Ao contrário de outros tipos de óleo, ele pode suportar altas temperaturas sem oxidar.
Somente essa característica faz com que já seja vista com outros olhos por quem valoriza uma alimentação saudável e, além disso, não tira os olhos da balança. No entanto, mesmo com todos esses benefícios, é bom lembrar que a quantidade indicada para consumo diário não deve exceder 3 colheres de sopa. Além disso, o óleo de coco pode fazer mal à sua saúde.

Veja quais as principais formas de utilizar o óleo de coco:

Para refogar alimentos

Ao preparar alguns alimentos, como carnes, saladas e outros pratos, você pode usar o óleo de coco para refogá-los. Geralmente ele vem como um substituto para o óleo comum e até para manteiga ou margarina.

Para grelhar alimentos

A fim de tornar a carne grelhada mais saborosa e macia, a dica é usar um pouco de óleo de coco durante a preparação. Essa mesma dica se aplica à preparação de peixe e até hambúrgueres.

Para temperar saladas

Além de substituir o uso de óleo comum, o óleo de coco também pode ser usado no lugar do azeite. Para fins de informação, é ainda mais saudável que o azeite, além de acrescentar ainda mais sabor à salada.

Receita caseira para fazer óleo de coco

Para preparar o óleo de coco em casa, você precisará de 500 ml de água de coco e 2 polpas de coco de casca marrom cortadas em pedaços pequenos. Com esses ingredientes em mãos, coloque tudo no liquidificador e misture. Usando uma peneira, coe a mistura e despeje o líquido em uma garrafa de plástico. O indicado é deixá-lo descansar, em ambiente escuro, por 48 horas. Após esse período, deixe a garrafa intacta, a uma temperatura média de 25 ° C por 6 horas.

Para fazer óleo de coco em casa você vai precisar de uma garrafa plástica e dois cocos

Fazer esse ingrediente em casa, o deixa livre de conservantes (Foto: depositphotos)

Depois disso, leve a garrafa para passar mais 3 horas na geladeira. É importante manter a garrafa na vertical. No final desse período, você notará que houve uma separação na garrafa da parte sólida do óleo. Para remover o conteúdo da garrafa, é melhor cortá-la na linha de separação de água com o óleo, usando apenas o óleo. Transfira o óleo para um novo recipiente limpo com uma tampa. No que diz respeito à conservação, recomenda-se deixá-lo à temperatura ambiente (27 ° C). Sob essas condições, o óleo caseiro pode durar até 2 anos. Pode ser usado normalmente.

Cuidado com o consumo excessivo

Mesmo que seja tão benéfico para o corpo, é preciso ter cuidado com o excesso de óleo de coco consumido durante o dia. O normal é consumir até 3 colheres de sopa do ingrediente por dia, caso contrário, pode trazer alguns problemas de saúde. Entre os principais, destacamos episódios de diarréia e aumento de peso corporal. Para este último ponto, vale lembrar que cada colher de sopa de óleo coco tem 120 calorias. No que diz respeito às contra-indicações, o óleo d coco não pode ser consumido por pessoas com gordura no fígado e também por pessoas que sofrem de um processo digestivo lento.

Óleo de coco no seu dia a dia

É comum as pessoas tentarem incluir o óleo em suas vidas diárias. No entanto, o mais recomendado é que o médico seja consultado. Isso garante o uso adequado do ingrediente. Este cuidado é importante, independentemente do tipo de uso que o paciente administra com óleo. Esteja ciente de que, assim como pode trazer benefícios à saúde, também pode trazer problemas.