Psyllium o que é e quais são os seus usos?

Psyllium é um suplemento dietético, especificamente um tipo de fibra solúvel – obtida da casca das sementes da planta Plantago ovata, nativa da Índia e do Irã, comumente usada no combate à constipação.

Como outras fibras solúveis, este suplemento absorve água no intestino e assume uma forma pegajosa que facilita a passagem das fezes para posterior eliminação.

Também ajuda a controlar a diarreia, o colesterol, a tensão arterial e o peso. Quer saber mais sobre suas vantagens?

Usos e benefícios do psyllium

Vale ressaltar que Psyllium contém um princípio ativo denominado “metamucil”, razão de seus inúmeros benefícios. A publicação Current Topics na Nutraceutical Research detalha que seu consumo produz um efeito laxante suave e ajuda a combater a constipação.

Além disso, também possui propriedades hipolipemiantes, antidiabéticas e anti-hipertensivas. Portanto, tornou-se um dos suplementos mais populares do mercado. Atualmente existem cápsulas, grânulos, pós e líquidos. Como a ciência o avalia?

Psyllium contra a constipação

O aumento da ingestão de fibras é essencial para superar a constipação. Portanto, Psyllium é considerado um bom suplemento contra esta doença do sistema digestivo.

Especificamente, depois de comer, ele absorve água nos intestinos para formar uma substância semelhante a um gel, que promove a excreção de fezes.

Uma pesquisa conduzida por Farmacologia Alimentar e Terapêutica determinou que consumir 5,1 gramas de psyllium duas vezes ao dia durante 2 semanas ajuda a aumentar o teor de umidade e peso das fezes.

Isso, por sua vez, levou a um aumento no número total de evacuados.

Doenças digestivas

As propriedades digestivas desta fibra não se limitam às associadas à constipação. As evidências também mostram que ele ajuda a tratar e prevenir doenças como diverticulose, síndrome do intestino irritável e doença inflamatória do intestino.

Além disso, conforme afirma a Associação Espanhola de Pediatria (AEP), o psyllium pode absorver até 40 vezes o seu próprio peso em água, o que ajuda a prevenir a diarreia.

Esses efeitos também podem ser explicados por sua capacidade de regular a microbiota intestinal, pois promove o crescimento de bactérias saudáveis ​​que colonizam o intestino.

Saúde cardiovascular

O consumo regular de fibra alimentar está relacionado à redução do risco de doenças cardiovasculares. Esse nutriente está envolvido no controle dos níveis elevados de colesterol, que são fatores de risco para vasos sanguíneos e doenças cardíacas.

Portanto, um estudo conjunto na PLoS One descobriu que suplementar a dieta com 6 gramas de psyllium por dia durante 6 semanas é útil para melhorar o perfil lipídico.

Da mesma forma, um estudo no Journal of Ethnopharmacology descobriu que essa fibra pode não apenas reduzir o colesterol ruim (LDL) de pacientes com diabetes tipo 2, mas também aumentar o nível de colesterol bom (HDL).

Outros efeitos estão relacionados ao controle da pressão arterial. De acordo com uma meta-análise compartilhada pelo Korean Journal of Internal Medicine, o uso de suplementos de psyllium pode ajudar a reduzir a pressão arterial elevada.

Diabetes

Este suplemento regula os altos níveis de glicose em pacientes com diabetes tipo 2, pesquisadores do American Journal of Clinical Nutrition descobriram que tomar psyllium antes das refeições ajuda a controlar a glicose no sangue e a hemoglobina glicosilada (HbA1C).

Outros estudos no Journal of Chiropractic and Phytotherapy Research também apóiam esses efeitos. Eles detalharam particularmente que o psyllium pode estabilizar o açúcar no sangue porque retarda o processo de digestão dos alimentos e otimiza seu uso como fonte de energia.

Perda de peso

retrato-de-uma-mulher-mostrando-sua-perda-de-peso_144627-28719 Psyllium o que é e quais são os seus usos?
Créditos da imagem Freepik

Alcançar um peso saudável e estável depende de muitos outros fatores, incluindo dieta, exercícios e estilo de vida. Ainda assim, este suplemento dietético pode facilitar esse processo.

De acordo com uma revisão publicada pela Obesity Reviews, comer psyllium está associado à diminuição do apetite e a um efeito positivo na composição corporal e no peso.

Um estudo publicado no British Journal of Nutrition descobriu que adicionar suplementos de psyllium à dieta pode ajudar a reduzir significativamente o peso corporal, o índice de massa corporal e a porcentagem de gordura corporal.

Possíveis efeitos colaterais do psyllium

Até agora, nenhum efeito colateral grave foi relatado devido ao consumo de psyllium. A maioria das pessoas parece tolerar bem uma dose de 5-10 gramas, 3 vezes ao dia.

No entanto, algumas pessoas podem sentir desconforto no sistema digestivo, como cólicas, flatulência ou distensão abdominal.

Em qualquer caso, por razões de segurança, não é recomendado para pessoas com obstrução intestinal, problemas de deglutição ou doenças que causam estreitamento do trato digestivo.

Não deve ser tomado ao mesmo tempo que o medicamento porque interfere com a sua absorção ou eficácia.

No relato de caso compartilhado na Revista, Allergia México psyllium foi associado a uma reação anafilática secundária em um paciente com diagnóstico prévio de alergia a medicamentos e rinite alérgica.

Portanto, teme que isso possa, em casos raros, causar erupção na pele, coceira e dificuldade para respirar. Nessas situações, você deve consultar um médico com urgência.

Recomendações de consumo

comprimidos-brancos-de-um-frasco-de-comprimidos-azul_181624-899 Psyllium o que é e quais são os seus usos?
Créditos da imagem Freepik

Geralmente, recomenda-se tomar 5-10 gramas de psyllium com as refeições (3 vezes ao dia). No entanto, isso pode variar dependendo do fabricante do suplemento. Portanto, é recomendável ler o rótulo e seguir as recomendações.

Em qualquer caso, lembre-se que mais fibra não significa mais benefícios. Comer grandes quantidades desse nutriente pode sair pela culatra. A abordagem ideal é aumentar a quantidade de água que você bebe para evitar maiores desconfortos.

O que devemos lembrar sobre o psyllium?

Até agora, pesquisas científicas sobre Psyllium provaram seus efeitos laxantes e digestivos. Mesmo descobertas positivas foram feitas em sua capacidade de regular o colesterol alto, triglicerídeos, açúcar no sangue e excesso de peso.

No entanto, deve ficar claro que este não é um produto com propriedades mágicas ou terapêuticas. Na verdade, não é um tratamento de primeira linha para a constipação, mas um suplemento dietético. A escolha ideal quando você está doente é consultar um médico.

%d blogueiros gostam disto: