Úlcera venosa – Você sabe o que é uma?

Úlcera venosa é o tipo de ferida que mais ocorre nas pernas, principalmente no tornozelo, devido à insuficiência venosa, que leva ao acúmulo de sangue e ruptura das veias, resultando em feridas que doem e não cicatrizam, além de inchaço e escurecimento da  pele nas pernas.

Isso é comum em pessoas que tiveram varizes por muitos anos, mas não procuram tratamento para normalizar sua pressão.

Este tipo de lesão afeta principalmente pessoas sedentárias, pessoas obesas, fumantes e pessoas que ficam em pé ou sentadas por longos períodos de tempo.

Além das pernas, surgem também úlceras nos pés, feridas de difícil cicatrização.

Portanto, se não forem tratados adequadamente desde o início, elas crescerão e ficarão infectados.

Úlcera na perna

Esse tipo de ferida geralmente ocorre na região do tornozelo devido à má circulação sanguínea, levando ao acúmulo de sangue, resultando em ruptura de veias e aparecimento de feridas.

Alguns sintomas são: inchaço, coceira, veias varicosas, escurecimento da pele e cansaço das pernas.

São lesões dolorosas, de difícil cura e que podem afetar a qualidade de vida de uma pessoa.

Tratamento de Úlcera Venosa

mulher-com-dor-nas-pernas-durante-as-compras_329181-18776 Úlcera venosa - Você sabe o que é uma?
Créditos da imagem Freepik

Para qualquer tipo de problema vascular, é fundamental fazer o diagnóstico e iniciar o tratamento o mais rápido possível. Para úlceras varicosas, algumas medidas preventivas são essenciais, tais como:

Acompanhamento médico: O acompanhamento com um especialista (como um médico vascular ou médico vascular) é essencial. Além de acompanhar a evolução da doença, o profissional também indicará a forma de tratamento correta para tratar a circulação sanguínea insuficiente, que é a origem do problema.

Elevação das pernas: Deite-se de costas e levante as pernas para ajudar o fluxo sanguíneo de volta. Essa posição incentiva o sangue a fluir de volta para o coração e evita que o sangue fique estagnado nos membros inferiores, o que pode causar lesões.

Bandagem compressiva: A terapia de compressão ajuda o retorno venoso e reduz o edema (inchaço). Comprimir a área afetada pode melhorar o fluxo sanguíneo venoso, separar o sangue “parado” e prevenir o aparecimento de novas lesões.

Enfermeiro estomaterapeuta: Os terapeutas orais são enfermeiros especializados no tratamento de feridas. O profissional poderá apontar as melhores orientações, cuidados e formas de tratamento para cada tipo de ferida.

Curativo para Feridas: Usar o curativo correto afeta diretamente o resultado da cicatrização. Além de estimular a cicatrização, os curativos também precisam manter a umidade ideal da ferida e permitir a oxigenação. A escolha inadequada do curativo pode danificar ainda mais a úlcera e degradar o tratamento.

Alimentação: Manter uma dieta balanceada rica em proteínas e vitaminas ajuda na resposta do corpo. Além disso, é importante beber bastante água para manter o corpo hidratado.

Úlceras varicosas x úlceras arteriais

Devido a problemas circulatórios, podem ocorrer veias varicosas (veias) e úlceras arteriais.

A circulação sanguínea começa com o sangue que sai do coração e é distribuído pelas artérias.

Quando todo o corpo recebe sangue rico em nutrientes e oxigênio, as veias trazem o sangue de volta ao coração para filtrar as impurezas.

As úlceras arteriais são causadas por bloqueios nas artérias (que distribuem o sangue), causando a morte celular, que por sua vez causa danos. Comumente encontrada na região da canela e na ponta dos dedos dos pés.

Por outro lado, as úlcera venosa esta relacionada ao sangue que retorna ao coração (via veias) e, eventualmente, estagnar e enfraquecer os tecidos. Nestes casos, qualquer pequeno trauma pode causar feridas e evoluir para doenças crônicas (úlceras).

Veja mais:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: