Urina castanha é motivo de preocupação?

Autor(a):

A urina geralmente ficando marrom não indica desidratação, a desidratação simplesmente torna a urina amarela normal mais concentrada.

Urina muito escura ou marrom pode aparecer em situações de icterícia causada por obstrução da vesícula biliar, cálculo ou câncer, caso em que você deve consultar o seu médico.

Da mesma forma, quantidades excessivas de certos alimentos também podem escurecer a urina, como favas.

O que fazer: Nesses casos, é aconselhável aumentar a ingestão de água e, se as alterações persistirem, consultar um urologista ou médico de família para determinar a causa do problema e iniciar o tratamento adequado.

Se for causada por alimentos ou medicamentos, é recomendável consultar um médico para mudar o tratamento ou um nutricionista para mudar a dieta.

Veja o que diz a cor da urina e o que ela pode revelar sobre a sua saúde:

Urina amarelo-clara

Esta é a cor normal da sua urina. Se você não estiver sentindo nenhum sintoma como ardor, dor ou dificuldade para urinar, isso provavelmente significa que seu corpo está bem hidratado por beber a quantidade perfeita de água e que seus rins estão funcionando corretamente.

Urina transparente

Quando a urina está muito clara, é sinal de que está muito aguada. Nesse caso, a primeira coisa a fazer é avaliar se você está bebendo muita água, o que faz com que os rins trabalhem mais para eliminar os líquidos desnecessários.

Além disso, no caso do diabetes não controlado, a urina pode ficar clara, o que também faz com que a pessoa precise ir ao banheiro com mais frequência.

Urina amarelo-intensa

Um tom amarelo forte indica urina mais concentrada, o oposto de urina clara. Essa cor é considerada a cor normal para a primeira urina da manhã, já que não vamos ao banheiro e bebemos água há horas.

No entanto, se ocorrer durante o dia, você precisa aumentar a ingestão de líquidos e ver o que acontece na próxima vez que urinar, pois seu corpo pode estar levemente desidratado.

Urina laranja

A urina pode ficar laranja devido ao alto consumo de alimentos ricos em betacaroteno, como abóbora, caqui, cenoura, mamão e manga, ou por tomar suplementos vitamínicos ou certos medicamentos. Nesse caso, a mudança na cor da urina é temporária e não é sinal de problemas.

No entanto, se a tonalidade laranja durar alguns dias ou se tornar mais intensa, pode indicar desidratação, problemas na vesícula biliar ou doença hepática.

Urina rosa ou vermelha

Uma das causas mais comuns de urina rosa ou vermelha é o alto consumo de beterraba ou alimentos com corante vermelho que não representam ameaça ao corpo.

No entanto, esses tons também podem ocorrer devido à presença de sangue. Para as mulheres menstruais, é uma mudança temporária que ocorre pela mistura de fluidos à medida que são removidos do corpo sem indicar problemas.

Se não for esse o caso, é necessário investigar a causa da urina rosada ou vermelha, pois a presença de sangue pode indicar uma infecção do trato urinário, cálculos renais ou mesmo certos tipos de câncer, como câncer de próstata ou rim.

Urina azul ou verde

Essas cores são muitas vezes o resultado de tomar medicamentos contendo azul de metileno, um corante que é excretado pelos rins e misturado com a urina para torná-lo mais azul ou mais verde.

Além disso, esses tons podem aparecer devido ao consumo de aspargos e certos tipos de bebidas coloridas (como as típicas cervejas verdes irlandesas) ou infecções bacterianas.

Quaisquer alterações persistentes na cor da urina devem ser investigadas por um urologista especializado no trato urinário e sistema reprodutor masculino ou um nefrologista, especialista em saúde renal.

Sintomas como ardor, dificuldade ou dor ao urinar e aumento ou diminuição da frequência urinária também são motivos para procurar aconselhamento profissional.

Além de realizar uma avaliação física, seu médico pode solicitar um exame de urina. É uma técnica simples que envolve analisar a urina para características físicas, como cor, densidade e pH, e medir coisas como glicose, glóbulos vermelhos e células de defesa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: