Aspirina: como age no corpo?

0
399
Aspirina

[bloqueador]

A aspirina é um medicamento conhecido mundialmente e muito usado. Ela também pode ser conhecida por ácido acetilsalicílico ou, de forma abreviada, AAS. A aspirina é um anti-inflamatório não esteroide, assim como os conhecidos diclofenaco e ibuprofeno, mas a aspirina possui efeitos únicos que a diferencia do restante dos medicamentos do seu mesmo grupo. Quando eu digo efeitos, me refiro tanto aos benéficos quanto aos efeitos colaterais.

Tudo depende da quantia usada, se você usar demais pode acabar tendo que lidar com efeitos colaterais nada agradáveis, mas se usar na quantidade certa, poderá usufruir de seus benefícios. Saiba mais sobre a aspirina a seguir.

Aspirina: como age no corpo? (Foto: Divulgação)

 

Veja como ela funciona no corpo

O ácido, ou seja, o principal ingrediente ativo da aspirina tem como função inibir a produção das prostaglandinas, que nada mais são do que substâncias produzidas pelo nosso organismo e que possuem relação direta com o processo inflamatório e com a dor que sentimos. Ao impedir que essa substância seja produzida, a aspirina estará aliviando a dor e melhorando as possíveis inflamações existentes.

Por isso que a aspirina é recomendada para casos de dor de cabeça, inflamações e outras situações, mas você deve tomar cuidado com a dose.

Aspirina: como age no corpo? (Foto: Divulgação)

Doses da Aspirina

De acordo com a dose usada, os efeitos da aspirina também se alteram. Uma dose ideal seria a partir de 500 mg, pois assim o medicamento iria exercer seus efeitos anti-inflamatório, antipirético e analgésico. Se a dose for mais baixa, como 200 ou 100 mg, o efeito do medicamento é outro: ele passa somente a inibir a ação das plaquetas do sangue, com o intuito de afiná-lo.

Por isso é indicado que se você deseja aliviar dores, febres e outras inflamações, tome a partir de 500 mg. A quantidade ideal para cada idade pode ser encontrada na bula ou, se preferir, consulte um médico.

Aspirina: como age no corpo? (Foto: Divulgação)

Aspirina para afinar o sangue

O ato de afinar o sangue é feito a partir da inibição das plaquetas. Atualmente a aspirina tem sido muito mais usada para este fim, do que para outros. A aspirina inibe a agregação das plaquetas, o que torna todo o processo da coagulação mais difícil de acontecer.

As plaquetas são responsáveis por iniciar o processo de coagulação do sangue que, por sua vez, tem como intuito estacar sangramentos. Quando um vaso sanguíneo acaba sofrendo uma lesão, as plaquetas vão até ele e se agregam para formar uma rede protetora. É essa agregação que a aspirina impede de ocorrer, que acaba fazendo com que o sangue se afine.

Aspirina: como age no corpo? (Foto: Divulgação)

Efeitos Colaterais da Aspirina

A aspirina apresenta diversos efeitos colaterais, assim como os demais medicamentos anti-inflamatórios. Por exemplo, o seu consumo aumenta o risco de gastrite, úlceras gástricas e duodenais e também de hemorragia digestiva. Vale ressaltar ainda que quanto maior for a dose de aspirina, maiores são as chances de lesão gástrica.

A aspirina não deve ser ingerida por pessoas com insuficiência renal crônica, pois isso pode ajudar a piorar a função renal. Esse medicamento só deve ser usado quando os benefícios superarem os riscos.

[/bloqueador]